Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Concurso de Trovas de Maranguape / CE 2008

UNIÃO BRASILEIRA DE TROVADORES
SEÇÃO DE MARANGUAPE - CEARÁ
.
ÂMBITO MUNICIPAL

TEMA: “Amizade” (Trova lírica ou filosófica)

VENCEDORES (1º ao 3º lugares):
1º. João Osvaldo Soares - Maranguape/CE
2º. João Osvaldo Soares - Maranguape/CE
3º. José Aureilson Cordeiro de Abreu - Maranguape/CE

MENÇÕES HONROSAS (4º ao 6º lugares):
4º. Daniele Costa de Holanda - Maranguape/CE
5º. Haroldo César Beserra Paula - Maranguape/CE
6º. Maria Ruth Bastos de Abreu Brandão - Maranguape/CE

MENÇÕES ESPECIAIS (7º ao 9º lugares):
7º. Raimundo Rodrigues de Araújo - Maranguape/CE
8º. Daniele Costa de Holanda - Maranguape/CE
9º. Antônio Francisco de Andrade - Maranguape/CE

DESTAQUES (10º ao 12º lugares):
10º. José Aureilson Cordeiro de Abreu - Maranguape/CE
11º. Lúcia de Fátima Mapurunga Batista - Maranguape/CE
12º. Luiz Carlos de Abreu Brandão - Maranguape/CE

TEMA: “Risada” (Trova Humorística)

VENCEDORES (1º ao 3º lugares):
1º. João Osvaldo Soares - Maranguape/CE
2º. Olga Rosália Silva Pedrosa - Maranguape/CE
3º. Maria Leda Pereira da Silva - Maranguape/CE

MENÇÕES HONROSAS (4º ao 6º lugares):
4º. Maria Glice Sales Alcântara- ACLA-Maranguape/CE
5º. Maria Ruth Bastos de Abreu Brandão - Maranguape/CE
6º. Olga Rosália Silva Pedrosa - UBT-Maranguape/CE

MENÇÕES ESPECIAIS (7º ao 9º lugares):
7º. Luiz Carlos de Abreu Brandão - UBT-Maranguape/CE
8º. Lúcia de Fátima Mapurunga Batista - UBT-Maranguape/CE
9º. Raimundo Rodrigues de Araújo - UBT-Maranguape/CE

DESTAQUES (10º ao 12º lugares):
10º. Raimundo Rodrigues de Araújo - UBT-Maranguape/CE
11º. Daniele Costa de Holanda - UBT-Maranguape/CE
12º. José Aureilson Cordeiro de Abreu - UBT-Maranguape/CE
=========================================

ÂMBITO ESTADUAL

TEMA: “Saudade” (Trova lírica ou filosófica)

VENCEDORES (1º ao 3º lugares):
1º. Lugar: Deusdedit Rocha - Fortaleza/CE
2º. Francisco José Pessoa de Andrade Reis - Fortaleza/CE
3º. Francisco José Pessoa de Andrade Reis - Fortaleza/CE

MENÇÕES HONROSAS (4º ao 6º lugares):
4º. Ana Maria do Nascimento - Aracoiaba/CE
5º. Maria Glice Sales Alcântara - ACLA-Maranguape/CE
6º. Deusdedit Rocha - Fortaleza/CE

MENÇÕES ESPECIAIS (7º ao 9º lugares):
7º. Haroldo Lyra - Fortaleza/CE
8º. Hortêncio Pessoa - Fortaleza/CE
9º. João Osvaldo Soares (Vaval) - UBT-Maranguape/CE

DESTAQUES (10º ao 12º lugares):
10º. Ramos Pontes - UBT-Maranguape/CE
11º. Francinete Azevedo - Fortaleza/CE
12º. João Osvaldo Soares (Vaval) - UBT-Maranguape/CE

TEMA: “Palhaço” (Trova Humorística)

VENCEDORES (1º ao 3º lugares):
1º. Francisco José Pessoa de Andrade Reis - Fortaleza/CE
2º. Hortêncio Sales Pessoa - Fortaleza/CE
3º. Raimundo Rodrigues de Araújo - UBT-Maranguape/CE

MENÇÕES HONROSAS (4º ao 6º lugares):
4º. Maria Glice Sales Alcântara - ACLA- Maranguape/CE
5º. Francisco José Pessoa de Andrade Reis - Fortaleza/CE
6º. Hortêncio Sales Pessoa - Fortaleza/CE

MENÇÕES ESPECIAIS (7º ao 9º lugares):
7º. Daniele Costa de Holanda - UBT-Maranguape/CE
8º. Deusdedit Rocha - Fortaleza/CE
9º. Maria Ruth Bastos de Abreu Brandão - UBT-Maranguape/CE

DESTAQUES (10º ao 12º lugares):
10º. Raimundo Rodrigues de Araújo - UBT-Maranguape/CE
11º. Ramos Pontes - UBT-Maranguape/CE
12º. Luiz Carlos de Abreu Brandão - UBT-Maranguape/CE
===========================================

ÂMBITO NACIONAL/INTERNACIONAL

TEMA: “Paz” (Trova Lírica/filosófica)

VENCEDORES (1º ao 3º lugares):
1º. Wanda de Paula Mourthé - Belo Horizonte/MG
2º. Zeni de Barros Lana - Belo Horizonte/MG
3º. Amael Tavares da Silva - Juiz de Fora/MG

MENÇÕES HONROSAS (4º ao 6º lugares):
4º. Analice Feitoza de Lima - São Paulo/SP
5º. Therezinha Diegue Brisolla - São Paulo/SP
6º. Campos Sales - São Paulo/SP

MENÇÕES ESPECIAIS (7º ao 9º lugares):
7º. Antônio Augusto de Assis - Maringá/PR
8º. Domitilla Borges Beltrame - São Paulo/SP
9º. Milton Nunes Loureiro - Niterói/RJ

DESTAQUES (10º ao 12º lugares):
10º. Thereza Myrtes Mazza Masiero - São José dos Campos/SP
11º. Jaime Pina Silveira - São Paulo/SP
12º. Pedro Viana Filho - Volta Redonda/RJ

TEMA: “Boca” (Trova Humorística)

VENCEDORES (1º ao 3º lugares):
1º. Doralice Gomes da Rosa - Porto Alegre/RS
2º. Elen de Novais Felix - Niterói/RJ
3º. Izo Goldman - São Paulo/SP

MENÇÕES HONROSAS (4º ao 6º lugares):
4º. Renato Alves - Rio de Janeiro/RJ
5º. Jaime Pina Silveira - São Paulo/SP
6º. João Paulo Ouverney - Pindamonhangaba/SP

MENÇÕES ESPECIAIS (7º ao 9º lugares):
7º. Antônio Colavite Filho - Santo André/SP
8º. Newton Vieira - Curvelo/MG
9º. Analice Feitoza de Lima - São Paulo/SP

DESTAQUES (10º ao 12º lugares):
10º. Arlindo Tadeu Hagen - Belo Horizonte / MG
11º. José Ouverney - Pindamonhangaba/SP
12º. Ademar Macedo - Natal/RN
========================
Maranguape

Originalmente terra dos potiguaras, Maranguape viu o branco chegar em 1649 e dominar sua verdejante terra durante cinco anos, quando foi expulso do Brasil. Para a Coroa Portuguesa, aquele pedaço de Brasil não devia parecer interessante o suficiente para ser imediatamente ocupado, pois somente nos primeiros anos do século XVIII iniciou as concessões de sesmarias.

O processo definitivo de povoamento das terras de Maranguape somente ocorreu no despertar do século XIX, com a chegada do português Joaquim Lopes de Abreu. Com Abreu nasceu o núcleo original da atual cidade de Maranguape, um arruado à margem esquerda do riacho Pirapora, ao lado de uma capelinha a Nossa Senhora da Penha, erguida pelo colonizador lusitano. O aglomerado recebeu o nome de Alto da Vila, hoje denominado Outra Banda, para em 1760 ser rebatizado como Maranguape.

Na serra, o português espalhou o café com resultados excelentes, tanto que a produção do fruto no Ceará, meio século depois, era quase toda originária da serra e ainda era exportada. Frutas se agregaram à cultura do café, a localidade cresceu e foi elevada à condição de distrito do Município de Fortaleza. Em ruínas, a capela foi substituída por outra, erguida no lado oposto, à direita do Riacho Pirapora, consolidando-se ali o núcleo central de Maranguape, elevado à categoria de Vila em 17 de novembro de 1851.

Em 1869 Maranguape ganhou o status de Cidade, emancipando-se. Município da Região Metropolitana de Fortaleza, Maranguape tem 646,60 km2, o que corresponde a 0.46% do território cearense, distante 20 Km de Fortaleza. A rodovia de acesso é a CE 065 e os limites ao Norte, Caucaia e Maracanaú; ao Sul, Caridade e Palmácia; a Leste, Maracanaú, Guaiúba e Pacatuba e a Oeste com Pentecoste.

Maranguape está situada no Nordeste do Estado do Ceará, no sopé da serra de Maranguape, a 30 km distante de Fortaleza.

Área: 654,8 km²
Latitude: 3°53’27
Longitude: 38º41’08”
População: 98.429 habitantes
Distritos
Maranguape, Amanari, Tanques, Cachoeira, Ladeira Grande, Lagoa do Juvenal, Papara, Manoel Guedes, Penedo, Itapebussu, Sapupara, Jubaia, Antônio Marques, Vertentes do Lajedo, Umarizeiras, Lages e São João do Amanari.
Clima: Tropical Quente Úmido
Período chuvoso: Janeiro a Maio
Atividades econômicas: Na serra, portugueses espalharam o café com resultados excelentes, tanto que a produção do fruto no Ceará, era quase toda originária da serra e ainda era exportada. Frutas se agregaram à cultura do café, a localidade cresceu e foi elevada à condição de distrito do Município de Fortaleza.
Serras: Maranguape , Lajedo, Aratanha, e Pelada.

Pontos Turísticos: Pico da Rajada, Pico da Pedra Branca, Cume do Lajedo, Mirantes nas serras, nascentes de água cristalina, cachoeiras, rios e riachos.

Manifestações culturais
Maranguape tem uma grande tradição nas expressões artísticas e culturais. Berço de artesãos e bordadeiras. O Richilieu é sua maior representação.Ceramistas, escultores e artistas plásticos fazem o melhor da arte. Entre os eventos podemos citar os festejos juninos com apresentações de quadrilhas, quermesses, barracas com comidas típicas e as tradicionais festas de padroeiros, que ocorre nos 17 distritos durante o ano. Há de se destacar a Vaquejada de Itabebussu, uma das mais tradicionais do Ceará, conhecida mundialmente, que ocorre no Parque Novilha de Prata, localizado no distrito de Itapebussu, a 40 Km da sede do Município.

Fontes:
- Colaboração de A. A. de Assis
- http://www.brasilcidadao.org.br/
- Prefeitura Municipal de Maranguape.
http://www.maranguape.ce.gov.br/

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to