Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

1º Prêmio de Trovas "Chico Anísio 2012 – UBT/Maranguape (Resultado Nacional/Internacional e Estadual) Parte 2: Humoristicas – Tema: Humor


NACIONAL/INTERNACIONAL

VENCEDORES (1º ao 5º lugares):

1º. Lugar:

 Dei à sogra, com amor,
 uma vassoura importada
 mas a velha, sem humor,
 me sentou a vassourada.
 Dulcídio de Barros Moreira Sobrinho 
Juiz de Fora/MG

2º. Lugar:

 Escrevo e bebo cachaça.
 Fazer humor é meu fim.
 Se a trova não leva graça
 acabam rindo de mim.
Abílio Kac 
Rio de Janeiro/RJ

3º. Lugar:

 Papagaio falastrão
 de mau humor, irritado,
 repetia: “hei patrão,
 você já foi descartado!”
 Therezinha Tavares 
Nova Friburgo/RJ

4º. Lugar:

 Por vê-lo em farras constantes,
 com humor, fez a surpresa:
 - Querido, se chegar antes,
 deixa a luz, de fora, acesa.
 Therezinha Dieguez Brisolla 
São Paulo/SP

5º. Lugar:

 Tem gente cuja risada,
 em vez de alegrar, dá medo.
 – Até pra contar piada
 faz cara de humor azedo...
A. A. de Assis 
Maringá/PR

MENÇÕES HONROSAS (6º ao 10º lugares):

6º. Lugar:

 Um xodó com outro alguém,
 causa humor, dá euforia,
 mas dá nó cego também,
 se a patroa desconfia.
 Fabiano de Cristo Magalhães Wanderley 
Natal/RN

7º. Lugar:

 Com muito humor, o gabola
 insiste numa cantada,
 mas hoje tanto se enrola,
 que apenas canta... e mais nada!!!
 Ercy Maria Marques de Faria 
Bauru/SP

8º. Lugar:

 Achando que faz humor,
 aquele “cara de pau”
 diz à sogra, sem temor:
 - Sonhei com seu funeral!
 Glória Tabet Marson 
São José dos Campos/SP

9º. Lugar:

 Parece humor, ou piada,
 mas é vero o conteúdo,
 pobre diz que não tem nada,
 mas, se chove, perde tudo...
 Fabiano de Cristo Magalhães Wanderley 
Natal/RN.

10º. Lugar:

 Tendo patroa gostosa,
 com bom humor o chofer,
 de folga, relaxa e goza,
 todo dia que ela quer!...
 Marisa Rodrigues Fontalva 
São Paulo/SP

MENÇÕES ESPECIAIS (11º ao 15º lugares):

11º. Lugar:

 Traído por seu amor,
 o marido da Manuela,
 ficou de tão mau humor
 que deu uma chifrada nela!
 Alberto Paco 
Maringá/PR

12º. Lugar:

 − Suspende a cachaça ou morre!
 – Com humor, Zé, no boteco,
 agora só toma porre
 suspendendo seu caneco!
 Wanda de Paula Mourthé 
Belo Horizonte/MG

13º. Lugar:

 Seu péssimo humor é tal,
 e é tal seu jeito ranzinza,
 que curte, do carnaval,
 somente a quarta de cinza...
 A. A. de Assis 
Maringá/PR

14º. Lugar:

 Com humor fica o velhinho
 se a tua saia rodada,
 de comprimento curtinho
 lhe acende a vela apagada.
 Victor Manuel Capela Batista 
Barreiro/Portugal

15º. Lugar:

 Minha sogra vive rindo,
 gosta de fazer humor...
 falsamente vou sorrindo:
 cada piada, um horror!
 Abílio Kac 
Rio de Janeiro/RJ

DESTAQUES (16º ao 20º lugares):

16º. Lugar:

 Com humor à citadina,
 trabalhando cá e lá,
 sendo esperta cafetina,
 a tal “coisa” ela não dá!...
 Marisa Rodrigues Fontalva 
São Paulo/SP

17º. Lugar:

 Num ambiente animado
 só reinavam paz e amor,
 surgiu a sogra ao meu lado
 e acabou com meu humor.
 Argemira F. Marcondes 
Taubaté/SP

18º. Lugar:

 Um mestre da natação
 gosta de contar piada...
 Em seu humor campeão,
 ele ri, e o povo... nada!
 Renata Paccola 
São Paulo/SP

19º. Lugar:

 Foi humorista de fato
 Chico Anísio o piadista,
 que, na vida, em qualquer ato,
 pôs seu “humor” sempre à vista.
 Zeni de Barros Lana 
Belo Horizonte/MG

20º. Lugar:

 Com falso senso de humor
 mas só por bajulação,
 chamava até de senhor
 o cachorro do patrão!
 Josafá Sobreira da Silva 
Rio de Janeiro/RJ

ÂMBITO: ESTADUAL 

TEMA: HUMOR 

VENCEDORES (1º ao 5º lugares): 

1º. Lugar: 

Quem quiser fazer humor 
faça do jeito que eu faço 
simule ser um ator 
pinte a cara de palhaço. 
Raimundo Rodrigues de Araújo 
Maranguape/CE 

2º. Lugar: 

Diz o obeso a certa amiga 
com humor e voz profunda: 
Hoje estou com mais barriga 
e amanhã, com menos bunda. 
Deusdedit Rocha 
Fortaleza/CE 

3º. Lugar: 

Uma velha desfrutável 
que detinha grande humor 
com seu amante imprestável 
perdeu todo o seu pudor. 
Ana Maria Nascimento 
Aracoiaba/CE 

4º. Lugar: 

Para um travesti gostoso, 
sem ousar fazer humor 
disse o velhote fanhoso: 
Necessito de um amor! 
Ana Maria Nascimento 
Aracoiaba/CE 

5º. Lugar: 

Foi não foi se descasava 
para um novo compromisso, 
e no humor vaticinava: 
“eu ainda morro disso”! 
Deusdedit Rocha 

MENÇÕES HONROSAS (6º ao 10º lugares): 

6º. Lugar: 

Munido de grande humor 
um juvenil bem dotado 
disfarçava com primor 
o seu lado afeminado. 
Ana Maria Nascimento 
Aracoiaba/CE. 

7º. Lugar: 

Com “Penetrato de Amor”, 
à noite, sempre ao deitar; 
garanto que o mau Humor 
não terá vez no seu lar! 
Nemésio Prata Crisóstomo 
Fortaleza/CE 

8º. Lugar: 

Se é para fazer humor 
é melhor chamar aquela, 
que tem cara de terror 
e a venta tipo moela. 
Raimundo Rodrigues de Araújo 
Maranguape/CE 

9º. Lugar:

O teu humor não tem graça 
sou mais um bode berrando 
é um porre de cachaça 
uma ressaca chegando. 
Luiz Carlos de Abreu Brandão 
Maranguape/CE 

10º. Lugar:

Na Farmácia da Alegria 
remédio para tristeza 
tem nome de fantasia: 
Bom Humor. É uma beleza! 
Nemésio Prata Crisóstomo 
Fortaleza/CE 

MENÇÕES ESPECIAIS  (11º ao 15º lugares): 

11º. Lugar: 

Quando o humor vem da arte pura 
trazendo riso e mensagem, 
não tem laivos de frescura 
e sequer de baitolagem. 
Deusdedit Rocha 
Fortaleza/CE 

12º. Lugar: 

Bom Humor em injeção 
comprimidos, ou xarope, 
é a melhor prescrição 
para tristeza a galope! 
Nemésio Prata Crisóstomo 
Fortaleza/CE 

13º. Lugar: 

Rir é o melhor remédio 
vai no festival de humor, 
você não terá mais tédio 
complete fazendo amor. 
José Aureilson Cordeiro Abreu 
Maranguape/CE 

14º. Lugar: 

Melhor do que o teu humor 
é se sentar na calçada 
é ir dormir com calor 
e acordar sem dormir nada. 
Maria Ruth Bastos de Abreu Brandão 
Maranguape/CE. 

15º. Lugar: 

Deu adeus, o meu humor. 
ninguém quer mais semear 
em meus olhos, um ardor 
é só fumaceira no ar. 
Olga Rosália Silva Pedrosa 
Maranguape/CE 

DESTAQUES (16º ao 20º lugares): 

16º. Lugar: 

Teu humor é aplaudido 
vi muita gente sorrindo, 
mas eu, sou mais um grunido 
de uma cachorra parindo. 
Maria Ruth Bastos de Abreu Brandão 
Maranguape/CE 

17º. Lugar: 

Tamanha foi a gargalhada, 
pois o humor era fremente 
a calça ficou molhada 
por dilatar a vertente. 
José Aureilson Cordeiro Abreu 
Maranguape/CE 

18º. Lugar: 

Coceira da bacurin 
é igual ao meu humor 
se você não quer assim 
fique longe por favor. 
Luiz Carlos de Abreu Brandão 
Maranguape/CE 

19º. Lugar: 

Só faltei morrer de rir. 
foi quando o artista Agenor 
fingiu roncar e grunir 
em um festival de humor. 
Olga Rosália Silva Pedrosa 
Maranguape/CE 

20º. Lugar: 

O teu humor é um porre 
falta de ar, até goteira 
vem, me acode, me socorre 
tu és pior que frieira. 
Luiz Carlos de Abreu Brandão 
Maranguape/CE 

Fonte:
Moreira Lopes, da UBT/Maranguape

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to