Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

sábado, 1 de março de 2014

A. A. de Assis (Revista Virtual de Trovas "Trovia" - n. 171 - março de 2014)


Felizes os trovadores,
romancistas de quadrinhas,
que fazem de seus amores
romances de quatro linhas.
Durval Mendonça
 

Minha mãe verteu mais pranto
que a mãe de Nosso Senhor.
A Virgem chorou um Santo;
minha mãe – um pecador!
José Maria M. de Araújo

Feiticeira de alma nua,
eu danço liberta, ao léu.
Sob o feitiço da lua,
não tem limite o meu céu!
Nádia Huguenin
 

Quando o poeta escrevia,
a rima era tão perfeita,
que a mão esquerda sentia
ciúmes da mão direita!
Newton Meyer
 

A mulher sempre é mais pura,
mais bonita e mais completa
quando a ponho na moldura
dos meus olhos de poeta!
Orlando Brito

Num processo singular,
em seu trabalho fecundo,
a mulher, dona do lar,
tornou-se dona do mundo!
Rodolpho Abbud

 


Fim de férias, triste dia;
lá vou eu feito um paspalho,
mostrando falsa alegria,
ao reencontro do trabalho...
Alberto Paco – PR

“Me apavora o fim do mundo",
diz ao amigo o Garcês.
"Pois eu já não vou tão fundo...
meu fantasma é o fim  do mês..."
Dorothy Jansson Moretti – SP

Roubar não tenho costume,
mas, quando fico sozinho,
roubo um olhar de ciúme
da mulher do meu vizinho.
Evandro Sarmento – RJ
 

Se o teu noivado vai mal,
é claro que isso me importa:
goteira no teu quintal
é "chuva na minha horta"!
José Ouverney – SP

Com Luiz Hélio ou como anônimo,
meu trovar não é bem sábio.
Necessito de um pseudônimo...
– Quem me dera "Luiz Otábio!"
Luiz Hélio Friedrich – PR

Separou-se... e com mais pique
justifica encabulada:
marido que dá chilique
não consegue dar mais nada...
Maria Nascimento – RJ
 

O garoto serelepe
matava as aulas... e, ausente,
de tanto gostar de "rap",
se tornou um "rap...etente"...
Pedro Mello – SP
 

Minha vizinha, coitada,
ao visitar sua prima,
tropeçou... caiu da escada...
e foi “para o andar de cima”...
Therezinha Brisolla – SP



 
Trate o velho com respeito;
dê-lhe o amor que possa dar.
Mas não lhe roube o direito
de a si mesmo governar!
A. A. de Assis – PR
 

A liberdade prospera
onde existe honestidade.
Muito mais que uma quimera,
ela é a expressão da verdade.
Agostinho Rodrigues – RJ

Tão forte nos abraçamos
confundidos no entrelaço,
que eu acho até que trocamos
os corações nesse abraço!
Almerinda Liporage – RJ

Namorei sonhos distantes,
que senti, mas não toquei;
e até dos sonhos errantes,
confesso: também gostei!
Antonio Manoel Abreu Sardenberg – RJ

O medo é perturbador
e afeta a nossa razão;
faz que coisas sem valor
pareçam mais do que são.
Amilton Monteiro – SP

Num mundo violento onde  
morre o peão pelo rei,
quanta injustiça se esconde  
sob a máscara da Lei!
Antonio Juraci Siqueira – PA

Vejo uma luz lá no céu,
por certo é o teu paraíso!...
– Minha vida foi-se ao léu;
acabou-se o meu sorriso.
Ari Santos de Campos – SC

Lavrador, ao fim do dia,
após a lida no chão,
tua enxada rodopia
celebrando a produção!
Arlene Lima – PR

Se fazer bem é o que vale,
faça o bem sem ver a quem,
pois não há bem que se iguale
ao bem de fazer o bem!
Arlindo Tadeu Hagen – MG

Saudade dos meus passeios
pelo teu corpo sensual:
a boca, as pernas, os seios,
o et cétera e tal...
Bruno Pedina Torres – RJ

Minha vida ganha impulso
e mais impulso ganho eu,
sempre que sinto o teu pulso
pulsando junto do meu!...
Carolina Ramos – SP

Olhando fotos antigas,
tenho saudade de mim.
– Hoje, maduras espigas;
ontem, um frágil jardim.
Clevane Pessoa – MG

No colo a filha do filho
pela avó é acalentada,
qual noite sem luz e brilho
embalando a madrugada.
Conceição Assis – MG

Quisera ter coisas novas
escritas, mas tudo em vão.
Só encontrei algumas trovas
no escrínio do coração.
Cônego Telles – PR
 

Nada soy pues nada tengo
yo llegué desnuda al mundo,
sin riqueza ni abolengo
por eso en el amor me hundo.
Cristina Olivera Chávez – EUA

Saia da cruz oh Jesus!
não fique pregado assim,
venha trazer tua luz,
estenda os braços pra mim!
Cyroba Ritzman – PR

Amor, senhor da utopia;
tempo, senhor da razão.
Mas, nessa eterna porfia,
sempre vence o coração,
Dáguima Verônica – MG

Não tens culpa, velha enxada,
desbeiçada, cabo torto,
por só colheres o nada
do ventre de um solo morto!...
Darly O. Barros – SP

Em vez do vício, a virtude
e... da revolta, a harmonia...
Quisera que a juventude
se drogasse de poesia!
Delcy Canalles– RS

Ah! mundo cão, mundo louco,
de guerras pelo poder...
Só necessito de um pouco
de sossego pra viver.
Djalma Mota – RN
 

Quando a lembrança me invade
no porto da vida – e quanto! –
brilha o farol da saudade
sob a neblina do pranto!
Domitilla Borges Beltrame – SP
 

Luiz Otávio, em teu reinado,
onde o plágio não se aprova,
que bom fosses plagiado
em teu amor pela trova!
Edmar Japiassú Maia – RJ

Urge o tempo, faz-se escasso,
e, ao sofrer na despedida,
o nosso amor, sem espaço,
mostra a vida não vivida.
Eliana Jimenez – SC

Você partiu, nem liguei,
pensando em ter paz, enfim.
Na sua ausência, notei
que o mundo acabou pra mim!
Eliana Palma – PR

Pouco importa que tu venhas
apressado, em teu fulgor,
pois trazes contigo as senhas
para os feitiços do amor!
Elisabeth Souza Cruz – RJ

Essa lágrima sentida
que nos teus olhos aflora
é uma prova enternecida
de que um homem também chora!
Ercy Maria Marques de Faria – SP

Sabendo a hora em que estás,
farás do tempo um espaço
para um cantinho de paz
e a imensidão de um abraço!
Flávio Stefani – RS

Em cada beijo roubado,
que roubo de ti, meu bem,
sinto o gosto do pecado
que o beijo roubado tem!
Francisco Garcia – RN

Sem disfarce, sem retoque,
vou vivendo a vida assim:
pedindo a Deus que coloque
beleza dentro de mim.
Francisco Pessoa – CE

Amor à primeira vista,
foi isso, mar, que eu senti.
Ninguém há que te resista,
quando está diante de ti!
Gislaine Canales – RS

Fiquei velho a contragosto,
mas não posso reclamar.
Se o tempo amassou meu rosto,
não doeu, foi devagar.
Humberto Del Maestro – ES

Não haverá sociedade
que possa ser construída
sem a fé na humanidade
e o respeito pela vida!
J.B.  Xavier – SP

Um desejo singular
me ocorre, claro e preciso:
devagarinho beijar
ternamente o seu sorriso.
Jeanette De Cnop – PR

Parecendo estar brincando
no céu, em formações várias,
as nuvens vão desenhando
figuras imaginárias...
Jesse Nascimento – RJ

Quantas pedras removidas
e quantas por remover.
Provações em nossas vidas
que só nos fazem crescer!
João B. Xavier Oliveira – SP

Os meus versos se calaram,
à saudade sucumbi,
minhas lágrimas secaram
de tanto chorar por ti...
João Costa – RJ

Largo sorriso é o recado
nascido do coração:
aquele abraço apertado
no reencontro com o irmão!
Jorge Fregadolli – PR

Como filme de cinema,
ao fitar a tua face,
te dediquei um poema
do amor que agora... renasce.
José Feldman – PR

A inspiração não me veio
trazer um verso feliz,
mas em teus olhos eu leio
a trova que não te fiz.
José Lucas de Barros – RN

Ao relento, no abandono,
dorme o menino de rua,
tendo por guarda do sono
os olhos tristes da lua.
José Valdez – SP

De volta, naquela viagem,
carregando o olhar tristonho,
via de perto a paisagem,
mas bem distante o meu sonho...
Lucília Decarli – PR

No teatro, hoje em ruínas,
tantos sonhos eu plantei,
que as lembranças peregrinas
nem percebem que parei...
Luiz Antônio Cardoso – SP

Do simples pó eu procedo,
sei que a ele hei de voltar;
a vida não tem segredo:
é um eterno retornar.
Luiz Carlos Abritta – MG

Na estrada das aventuras
vemos quedas sem guarida,
algumas tão prematuras,
outras no fim da corrida.
Luiz Damo – RS

Não busco da vida o intento
senão de ser, todo dia,
feliz a cada momento
no meu ninho de poesia!
Mara Mellini – RN
 

Aos bravos, lutar compensa,
mesmo se a luta é renhida.
Só os fracos pedem dispensa
ante os dilemas da vida!
Maria Lúcia Daloce – PR

Eu já fui um beija-flor
em outras vidas passadas:
era segredo em louvor
às flores desamparadas.
Maria Luíza Walendowsky – SC

Ponho meus olhos no espaço
e tropeço entre as estrelas.
Penso em ti: entre elas passo
e nem sequer chego a vê-las.
Maria Thereza Cavalheiro – SP

De uma única costela,
nosso Deus fez a mulher;
se há criatura mais bela?
– Desdiga-me quem puder!
Maurício Friedrich – PR

Há um mistério na neblina
que dá medo, mas seduz,
porque a sua eterna sina
é tirar, do dia, a luz.
Olga Agulhon – PR
 

Nada recebe quem nega
dar amor ou coisa assim:
só colhe flores quem rega
dia e noite o seu jardim.
Olympio Coutinho – MG

Tudo na vida tem preço
e prazo de validade...
Quando tu vais, não te esqueço:
pago teu preço em saudade!
Renato Alves – RJ

Ao abrir minha janela,
inundada de luar,
mais forte a lembrança dela
fez a saudade apertar.
Roberto Pinheiro Acruche – RJ

Mulher de rara beleza
não deve, jamais, pintar-se,
pois obra da natureza
não necessita disfarce.
Ruth Farah – RJ

Ó Senhor! Com teu poder
deixa na praia eu sonhar,
pois as ondas irão ver
que eu também pertenço ao mar.
Sarah Rodrigues – PA

Das estrelas não esperes
mais que palavras ao vento;
as estrelas são mulheres
que piscam sem sentimento.
Selma Patti Spinelli – SP
 

Em meu Deus tudo é perfeito,
dos céus aos vermes do chão.
Quem por Ele anda direito
traz em paz o coração.
Thalma Tavares – SP
 

Vais partir... Que diferença
fará se te vais, enfim,
pois mesmo em minha presença
vives distante de mim!
Thereza Costa Val – MG

Por ciúmes, no passado,
o nosso amor foi desfeito...
Ficou o sonho tatuado
na penumbra do meu peito.
Vanda Alves – PR

No seu espaço abrangente,
a vida é espaço comum:
mistura um pouco da gente
na vida de cada um.
Vanda Fagundes Queiroz – PR

Ao raiar de um novo dia,
quantas razões de viver!
A esperança se irradia
nas brumas do amanhecer!
Wagner Lopes – MG

Pode o “sim’ gerar bonança
e o “não” matá-la de vez.
Que seria da esperança
se não houvesse o “talvez”?
Wanda Mourthé – MG

====================================
Visite:
http://poesiaemtrovas.blogspot.com.br/
http://universosdeversos.blogspot.com
http://www.falandodetrova.com.br/
===================================

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to