Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

A. A. de Assis (Revista Virtual de Trovas "Trovia" - n. 179 - nov 2014)



Ano 15 – n. 179 – Novembro de 2014


Inesquecíveis

Xepeiro, de olhos tristonhos,
à noite, exausto e sozinho,
cato no chão dos meus sonhos
a xepa do teu carinho.
Antonio Roberto

As folhas já vão caindo
uma a uma pelo chão...
Antes assim fossem indo
as mágoas do coração !
Astério de Campos

Esquecer-te, prometi;
não te ver, com fé jurei;
mas no dia em que te vi
as juras todas neguei.
Heloisa Cid

Nos momentos de tristeza
o silêncio é tão intenso
que a solidão, com certeza,
escuta tudo o que eu penso...
Izo Goldman

Senhora, partem tão tristes
meus olhos por vós, meu bem,
que nunca tão tristes vistes
outros nenhuns, por ninguém.
João Roiz de Castel-Branco

Já não há mais discordância
no que diz esta verdade:
  Quem inventou a distância
nem se lembrou da saudade!
Miguel Russowsky

Brincantes

A etiqueta ensina à gente
que das gafes a mais feia
é estar permanentemente
apontando a gafe alheia...
Ernesto Machado

Mulher nova me apetece,
cinco ou seis... nunca é demais.
Se mais saúde eu tivesse,
mentiria muito mais!
Héron Patrício – SP

Depois de fazer a ronda,
o galo ficou danado:
a galinha, tão redonda,
quis botar ovo quadrado!
Luiz Carlos Abritta – MG

No boteco o aviso: –  “Vem,
e ao sair tem que pagar!”
E o bêbado: –  “Ainda bem,
eu só quero mesmo é entrar!...”
Maria Lúcia Daloce – PR

Nas capelas, a candura
das esposas, nas novenas.
Fora delas, a aventura
dos maridos “noutras” cenas...
Olga Agulhon – PR

Os cães, de casa ou mundanos,
protestam contra a “humanada”:
– "Nos comparar com humanos
é uma baita cachorrada".
Olympio Coutinho – MG

Quando a bota bota barro,
eu barro a bota no berro:
não é por birra que eu barro,
mas é por birra que eu berro!
Sérgio Ferreira da Silva – SP

Pra aumentar a renda, apela
a velhinha moralista:
– Cobra aluguel da janela
que dá pro Clube Nudista!
Therezinha Brisolla – SP


Líricas e filosóficas

Criado por Deus, o rio
nasce limpo e, como nós,
traz consigo o desafio
de limpo chegar à foz.
A. A. de Assis – PR

O tempo, quando perdido,
determina reflexão;
é regra que faz sentido
buscando a motivação.
Agostinho Rodrigues – RJ

A noite inteira acordado
e a inspiração não chegou.
Um poeta amargurado,
foi somente o que restou.
Alberto Paco – PR

Nosso amor só necessita
de alguns metros de coragem,
porque a fronteira limita,
mas não impede a passagem.
Almerinda Liporage – RJ

Que bom chegando aos setenta,
saber, revendo os meus passos,
que é o bom Deus que me sustenta
e me carrega em seus braços ...
Almir Pinto de Azevedo – RJ

Quero ser seu alimento,
provisão de cada dia;
ser o seu pão, seu sustento...
ser sua noite de orgia.
A.M.A. Sardenberg – RJ

Repare que nossa alma
rende-se sempre bem mais
por um olhar que se espalma
que por ouvir tristes ais.
Amilton Monteiro – SP

Todo dia de manhã,
ao escutar o sabiá,
lembro da cunha porã
do meu tempo de piá
Andréa Motta – PR

Meus amigos valem ouro,
seus laços eu estreitei;
amizade é meu tesouro,
sou tão rico quanto um rei.
Ari Santos de Campos – SC

A vida é cheia de ardis,
toda esperança é frustrada,
e a busca de ser feliz
é busca apenas... mais nada.
Conceição de Assis – MG

O luar de meus amores
torna-se, às vezes, nublado:
são pequenos dissabores
que fazem o céu fechado.
Antonio Seixas – RJ

Tal e qual meu pé de rosa,
que ao ser podado floresce,
esta saudade teimosa,
quanto mais podo, mais cresce!...
Carolina Ramos – SP

O céu cobre e o mar aclama
o amor que é feito ao relento;
na varanda, acesa a chama,
não cabe arrependimento.
Cida Vilhena – PB

Por te amar a vida inteira
e assumir esta postura,
o meu amor é fronteira
entre a razão e a loucura!...
Clênio Borges – RS

Dos olhos seca-se o pranto,
a dor se torna esperança...
Tudo pode o mago encanto
do teu sorriso, criança!
Conceição de Assis – MG

Ontem falara às estrelas,
e sussurros seus ouvia.
Foi difícil entendê-las!...
Novo dia em cantoria.
Cônego Telles – PR

Adopta el amor de un niño,
ese amor nunca traiciona;
ves en sus ojos cariño,
pues de corazón perdona.
Cristina Olivera Chávez – USA

Na porteira envelhecida,
o “X” que a mantém de pé
parece os braços da vida
sustentando a nossa fé.
Dáguima Verônica – MG

Anunciou a partida,
dizendo: “É melhor, assim!”,
e saiu de minha vida,
levando o melhor de mim...
Darly Barros – SP

Saudade – eterna pontada
que a gente sente e não diz;
uma lembrança apagada
do tempo em que foi feliz!
Diamantino Ferreira – RJ

A trova quando é sentida
viaja em nossa emoção;
nos faz fiéis toda a vida,
une os povos, faz irmãos.
Dinair Leite – PR

Esta gota de umidade
sobre a rosa, no arrebol,
é a lágrima da saudade
que a lua enviou ao sol!
Domitilla Borges Beltrame – SP

Pela estrada se afastando,
teu vulto, em grácil leveza,
quanto menor vai ficando,
maior me deixa a tristeza.
Dorothy Jasson Moretti – SP

Vou somando os desalentos
com tristeza e nostalgia:
misturo cores, pigmentos,
transformo tudo em poesia.
Eliana Jimenez – SC

Quatro fases diferentes
tem a lua num mês só;
pois até os sorridentes
têm seus momentos-jiló...
Eliana Palma – PR

Bebo lembranças em tragos,
ao ponto da embriaguez,
para curar os estragos
que a sua ausência me fez!
Elisabeth Souza Cruz – RJ

Felicidade é acordar
e me sentir produtiva;
olhar o mundo e exclamar:
Graças a Deus estou viva!
Ercy Marques de Faria – SP

Como quem consola o pranto,
cego e preso na gaiola,
o sabiá solta um canto
e o canto triste o consola!
Francisco Garcia – RN

Pelo glamour, pelo brilho,
que a mulher tem, e me atrai,
é fácil fazer um filho...
difícil mesmo é ser pai!
Francisco Pessoa – CE

O progresso traz mudanças,
cria fábricas e usinas,
mas se esquece das crianças
que dormem pelas esquinas!
Gerson César Souza – PR

Nosso romance de amor
começou bem diferente...
Foi nosso computador
que aproximou mais a gente!
Gislaine Canales – RS

Arrefece esse teu passo,
sê feliz na sozinhez,
e caminha no compasso
de um passo de cada vez…
J.B. Xavier – SP

Oxalá flores nascentes
em vergéis adormecidos
despertem as novas mentes
aos caminhos coloridos!
João B. X. Oliveira – SP

Enquanto na natureza
há um verde que encanta e acalma,
num tempo de madureza
faz primavera em minh’alma.
Jeanette De Cnop – PR

Bela filha da floresta,
Maringá é uma lição:
nela o trabalho é uma festa
e o progresso é uma canção.
Jorge Fregadolli – PR

Nossos puros sentimentos
são comparados, na vida,
a afinados instrumentos
numa orquestra bem regida.
Jessé Nascimento – RJ

Qualquer que seja o motivo
pelo qual me abandonou,
em meu coração cativo
o pranto ainda não secou.
José Feldman – PR

O trabalho me norteia
e dele eu não me despeço,
pois quero meu grão de areia
na construção do progresso.
José Lucas de Barros – RN

Se tenho o amor que mereço,
se gozo a paz que sonhei,
a vida cobrou-me um preço
e é certo que já paguei.
José Ouverney – SP

No bem-querer eu sou crente
quando o sofrer me descora...
Que importa estar no poente
se trago as crenças da aurora?
José Valdez – SP

Dos livros todos da vida,
o enredo que me envolveu
foi ver o amor sem medida
de quem por todos morreu.
Lília Souza – PR

Família, laço afetivo,
motivo para viver,
pois viver sem ter motivo
só nos leva ao desprazer.
Lucília Decarli – PR

No olhar triste de um boêmio,
o aspecto de dissabor
traz tênue seu maior prêmio:
viver morrendo de amor.
Manoel Cavalcante – RN

Nenhum prêmio vale a pena,
quando a vida, num tropeço,
vira lacuna pequena
a troco de qualquer preço.
Mara Melinni Garcia – RN

Será o sonho um aviso?
Acho bom esclarecer.
Eu sonhei com o paraíso,
nem assim quero morrer...
Mª Lúcia Fernandes Rocha – RJ

Quando o verso é costurado
com sentimento e magia,
parece vir cravejado
de ternura e de poesia!
Mª Luiza Walendowsky – SC

Tudo o poeta recria:
de um areal com talento,
faz as dunas de poesia,
que entrega nas mãos do vento.
Mª Thereza Cavalheiro – SP

Se pareço diferente
por querer bondade pura,
é o meu jeito de ser gente,
mas, talvez seja loucura!
Mário Zamataro–PR

Tenho, por certo, em verdade,
bem vivo, embora pungente,
que a mais pungente saudade
é aquela de alguém... presente!
Maurício Friedrich – PR

É uma sublime atitude
o saber pedir perdão.
Bem mais nobre é a virtude
de perdoar sem restrição.
Neiva Fernandes – RJ

Fibra e fé trago comigo
e, enquanto a noite não cai,
nas mesmas trilhas eu sigo
as botinas do meu pai.
Olga Agulhon – PR

Vivo exilado em mim mesmo
por culpa de uma paixão
que me fez vagar a esmo
depois de tirar-me o chão.
Renato Alves – RJ

Ao enfrentar preconceitos
as crianças seminuas
são sombras dos sem direitos
que a fome lança nas ruas.
Rita Mourão – SP

Eu não troco o meu feitiço
por um feitiço qualquer;
meu charme eu não desperdiço:
meu feitiço é ser mulher!
Roza de Oliveira – PR

Saudade, algema de amor,
que ao coração se derrama;
tem sempre o mesmo fulgor
no silêncio de quem ama.
Sarah Rodrigues PA

No amor minha aprendizagem
com tantos erros se fez,
que não tenho mais coragem
de aprender tudo outra vez.
Sebas Sundfeld – SP

Amor de perdas e danos,
triste contabilidade:
resgate dos desenganos,
sobras de caixa-saudade!
Selma Patti Spinelli – SP

A verdade só proclama
quem pouco sabe, de fato.
O mundo é um grande anagrama:
movem-se as letras e os atos.
Sinclair Casemiro – PR

Das cordas de minha lira
ouço uma bela canção
que na saudade suspira
qual prece de uma oração!...
Sônia Ditzel Martelo – PR

No barco de teus abraços
fui timoneiro risonho.
E agora junto os pedaços
do naufrágio do meu sonho
Thalma Tavares – SP

Se o motivo me balança,
deixo de lado a quimera;
faço do amor esperança
onde a razão desespera.
Vanda Alves da Silva – PR

Chora o nenê. Fico olhando
e me enlevo, a refletir:
a sua emoção chorando
faz minha emoção sorrir.
Vanda Fagundes Queiroz – PR

===========================
Visite:
=================================

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to