Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

domingo, 20 de setembro de 2015

II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo – 2015 (Prazo: 30 de setembro)

II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo – 2015
(somente municípios da Grande São Paulo)
Prazo: 30 de Setembro de 2015

O COLETIVO CORRESPONDÊNCIA POÉTICA, através do PROGRAMA PARA VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS – VAI, da SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, faz saber que estarão abertas, no período de 01 de Julho a 30 de Setembro de 2015, as inscrições para o II FESTIVAL DE POESIA DA CIDADE DE SÂO PAULO.
1. DO OBJETO
1.1. Constitui objeto deste Edital a realização do II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo, visando fomentar a produção poética e valorizar as suas formas de expressão assim como premiar financeiramente 13 poetas da região metropolitana da cidade de São Paulo.
1.2. As obras concorrentes não sofrerão qualquer restrição quanto à temática.
2. DOS CONCORRENTES
2.1. Poderão participar, com até 1 obra:
a) maiores de 16 (dezesseis) anos, sem restrição máxima de idade, que comprovem autoria da obra concorrente de acordo com o regulamento deste edital, e que possam comprovar domicílio em municípios da Grande São Paulo há, no mínimo, 2 (dois) anos.
b) indivíduo ou coletivo intérprete de obras produzidas por poetas da região metropolitana de São Paulo mediante a comprovada autorização de uso da obra pelo autor, de acordo com o ANEXO II deste edital e que possam comprovar domicílio em municípios da Grande São Paulo há, no mínimo, 2 (dois) anos.
2.2. Não poderão concorrer:
a) candidatos que não cumprirem todas as exigências do subitem 2.1 deste edital;
b) funcionários públicos do município de São Paulo;
c) membros da Comissão de Habilitação, seus parentes de até segundo grau, seus cônjuges ou companheiros.
d) proponentes de projetos contemplados pelo programa VAI -  Valorização de Iniciativas Culturais no ano de 2015.
e) poemas que já foram inscritos na 1ª edição do festival de poesia.
3. DAS INSCRIÇÕES
3.1. As inscrições serão gratuitas e estarão abertas do dia 01 de Julho até o dia 30 de Setembro de 2015, no site www.correspondenciapoetica.com.br, na página do Festival de Poesia da Cidade de São Paulo.
3.2. Os candidatos deverão apresentar os seguinte dados:
a) ficha de inscrição (ANEXO III) devidamente preenchida e enviada por e-mail.
b) o link de um vídeo com o poema recitado pelo autor e/ou intérprete postado no youtube ou vídeo, uma foto com tamanho mínimo de 600px e o poema digitado em fonte arial tamanho 12 e espaçamento simples enviadas por e-mail (ANEXO III).
c) declaração de autoria (ANEXO I), em caso de autor; e declaração de autorização do uso da obra (ANEXO II),  em caso de indivíduo ou coletivo intérpretes.
3.3. os anexos 1, 2 e 3  serão solicitados impressos e assinados para os 30 poetas que forem selecionados para o festival, as demais fichas e declarações serão preenchidas online e enviadas por e-mail.
3.4. As fichas de inscrição deverão ser enviadas para o e-mail: contato@correspondenciapoetica.com.br você receberá um e-mail de confirmação, assim que o vídeo for postado em nossa página.
3.5. Não serão aceitas inscrições fora do prazo e que não atendam às exigências contidas neste Edital.
3.6. Não serão aceitas inscrições cujo os vídeos contenham textos, falas ou apresentações que não se justifiquem na narrativa do poema.
3.7. Uma vez cumpridas todas as etapas de inscrição em até 3 dias úteis você receberá por e-mail uma confirmação da sua inscrição e o link para sua página no site do festival.
 4. DA SELEÇÃO DOS CONCORRENTES
4.1. A seleção ocorrerá em três fases
a) na primeira fase, o Coletivo Correspondência irá avaliar os vídeos inscritos nos seguintes critérios:
- criatividade poética; (3 pontos)
- tema e desenvolvimento; (2 pontos)
- apresentação; (2 pontos)
- quantidade de visualizações únicas do vídeo, por meio da página do festival; (1 ponto)
- quantidade e qualidade dos comentários postados pelo público sobre o vídeo, na página do festival; (1 ponto)
- quantidade de curtidas, compartilhamentos, por usuários da página do festival. (1 ponto)
Os vídeos, até o limite de 50% do total de inscritos melhores avaliados nessa etapa seguirão para a segunda fase.
Os vídeos postados no site só serão avaliados durante o período de inscrições, de 01 de julho à 30 de setembro.  As inscrições realizadas nos últimos dias tem menos chance de somar os pontos dessa etapa, portanto não deixe para os últimos dias.
b) Na segunda fase os vídeos que obtiveram o melhor desempenho no site serão avaliados por uma comissão julgadora junto ao Coletivo Correspondência Poética nos quesitos:
- criatividade poética (4 pontos);
- tema e desenvolvimento (3 pontos);
- apresentação (3 pontos)
Esse processo selecionará os 30 (trinta) finalistas que se apresentarão no dia do Festival.
c) na terceira fase, no dia do Festival, a seleção se dará através de um júri composto por membros escolhidos pelo coletivo realizador nos seguintes critérios:
- criatividade poética (30 pontos);
- tema e desenvolvimento (30 pontos);
- apresentação (30 pontos)
- aclamação do público (10 pontos)
A somatória dos pontos obtidos nas duas etapas anteriores, mais a pontuação obtida no dia do festival selecionará: 10 menções honrosas e os 3 melhores colocados. Os dois melhores colocados, somadas todas as pontuações serão levados ao público que decidirá quem será o vencedor.
4.2. As visualizações, comentários e compartilhamentos da primeira etapa serão contabilizados por usuário, a tentativa de elevar esses números de formas não idôneas gerará advertência e a persistência nesse método acarretará em desclassificação. As visualizações, votos e comentários só serão contabilizados até a data limite para inscrição.
4.3. A decisão da comissão julgadora é soberana e não caberá recursos.
5. DA PREMIAÇÃO
5.1. Um total de R$7.000 (sete mil reais) será distribuído entre os 13 poetas vencedores, nas seguintes categorias:
a) Primeiro colocado: R$3.000 (três mil reais)
b) Segundo colocado: R$2.000 (dois mil reais)
c) Terceiro colocado: R$1.000 (um mil reais)
d) E 10 (dez) menções honrosas: R$100.00 (cem reais) cada
5.2 Os treze poetas vencedores do concurso serão anunciados ao vivo no dia do Festival de Poesia da Cidade de São Paulo.
6. DA APRESENTAÇÃO
6.1. Todos os 30 (trinta) finalistas do II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo se apresentarão obrigatoriamente no dia do festival na hora e local combinados com a equipe organizadora.
6.2. Em caso de não comparecimento ou impossibilidade, a equipe organizadora cederá o direito de apresentação ao próximo melhor pontuado.
7. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
7.1. O Festival de Poesia da Cidade de São Paulo não devolverá o material encaminhado pelos inscritos.
7.2. Os 30 (trinta) poemas finalistas participarão de uma Antologia Poética do II Festival da Cidade de São Paulo.
7.3. Os demais vídeos inscritos serão mantidos no site como parte do acervo.
7.4. A inscrição no festival requer a plena aceitação dos termos deste edital.
7.5. Os demais casos omissos serão analisados caso-a-caso pela equipe do festival.
ANEXO I Obrigatório para autores. 
ANEXO II Obrigatório somente para indivíduos ou grupos intérpretes.
ANEXO III Obrigatório para todos os inscritos.
* Os anexo deverão ser preenchidos e enviados para o e-mail contato@correspondenciapoetica.com.br  com o título:
INSCRIÇÃO FESTIVAL DE POESIA DA CIDADE DE SÃO PAULO
** Inscrições que não contenham a ficha preenchida, o link para o vídeo, a foto e o texto do poema não serão consideradas.
Dúvidas ou sugestões devem ser enviadas para contato@correspondenciapoetica.com.br
São Paulo, Julho de 2015.

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to