Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

terça-feira, 11 de junho de 2019

Concurso Nacional de Trovas da ACLAPTC (Resultado Final e Programação)


A Academia Capixaba de Letras e Artes de Poetas Trovadores, ACLAPTC divulgou nesta quinta feira, dia 06 de Junho de 2019, o Resultado Oficial e final do Concurso Nacional e Estadual de Trovas com o tema Anchieta, devendo constar na Trova, as palavras Anchieta e Cultura. 

Foram recebidas um total de 810 Trovas, de 276 Trovadores de diversas cidades brasileiras, fato considerado um sucesso, já que foram apenas três meses de divulgação. 

O Concurso foi lançado oficialmente em solenidade realizada em Cariacica, ES, no dia 14 de março e encerrado no dia 05 de Junho. 

Para efeito de julgamento e, em razão da elisão, a palavra Anchieta foi contada com três sílabas poéticas. 

A Trova classificada em primeiro lugar é de Autoria da Trovadora e Comendadora Adircilene Lerilda Batista e Silva, Presidente da Academia Lagopratense de Letras de Lagoa da Prata, cidade localizada no centro oeste de Minas Gerais a 200 quilômetros de Belo Horizonte. 

A premiação ocorrerá durante o XVI Congresso Brasileiro de Poetas Trovadores a ser realizado de 04 a 07 de Julho de 2019, no Plenário Urias Simões dos Santos da Câmara Municipal de Anchieta, cidade localizada ao sul do Estado do Espírito Santo a 80 quilômetros da Capital Vitória.


Adircilene; Dulcídio; Leonilda e Marina.

TROVAS NÍVEL NACIONAL

1o. Lugar
Adircilene Lerilda Batista e Silva
Lagoa da Prata/MG

Oh! Anchieta, seu esplendor 
mostra com arte e emoção 
que a vida tem mais valor 
com Cultura e Educação. 

2o. Lugar 
Leonilda Yvonneti Spina
Londrina/PR

Jesuíta dedicado, 
cultura e saber profundo. 
Anchieta é consagrado: 
Santo e herói do novo mundo! 

3o. Lugar
Marina Gomes de Souza Valente
Bragança Paulista/SP

Padre José de Anchieta, 
tendo a Virgem como tema, 
com cultura e sem caneta 
traçou na areia um poema. / 

Medalhas de Honra ao Mérito e Diplomas de Vencedores: 

Márcia Jaber e Dulcídio de Barros Moreira Sobrinho (ambos de Juiz de Fora, MG);
Roque Aloísio Weschenfelder (Santa Rosa/RS); 
Amilton Maciel Monteiro, (São José dos Campos/SP); 
Paulo Roberto de Oliveira Caruso (Niterói/RJ); 
Raimunda Pinheiro de Souza Frazão (São José do Ribamar/MA);
Rogério Marques Siqueira Costa (Itaocara/RJ); 
Almir Zarfeg (Teixeira de Freitas/BA);
Elias Botelho (Teixeira de Freitas/BA); 
Olympio da Cruz Simões Coutinho (Belo Horizonte/MG); 
Wanda Cunha (São Luis/MA); 
Francisco Gabriel (Natal/RN) e 
Maria Marlene Nascimento Teixeira Pinto (Taubaté/SP).

TROVAS NÍVEL ESTADUAL

Do Estado do Espírito Santo foram recebidas um total de 132 trovas de 69 trovadores Capixabas 

1o. Lugar
Albércio Nunes Vieira Machado
Serra/ES

É litorânea a Cidade 
de Anchieta. Que formosura! 
Também tem a qualidade: 
ser o Berço da Cultura. 

Medalhas de Honra ao Mérito e Diplomas de Vencedores:

Nealdo Zaidan (Anchieta/ES); 
Hawany Nawar Everton Maranhão (Piúma/ES);
Val Bernardino (Barra de São Francisco, Norte do ES); 
Emílio Soares da Costa (Vitória/ES);
Ângela Lino Veríssimo (Serra/ES); 
Geraldo Fernandes (Vitória/ES); 
Lenaldo Ferreira da Silva [Aldo Veranatto] (Guarapari/ES); 
Max Miller (Serra/ES); 
Zenaide Emília Thomes Borges (Carapina/ES); 
Givaldo Inácio da Silva [Mestre Gil] (Serra/ES); 
Denise Moraes (Vitória/ES).

MELHORES POESIAS

A Comissão Julgadora também divulgou a lista de classificados com as melhores Poesias do Concurso Nacional com o tema “Maravilha de Anchieta.” Este ano a Comissão resolveu optar em divulgar a relação de todos os classificados. A escolha dos três melhores poemas será feita durante o Congresso Brasileiro de Poetas Trovadores. O classificado lerá, no sábado à tarde, o seu poema se tiver presente. Caso não possa comparecer indicará alguém para ler o seu poema. Uma Comissão Julgadora escolhida na hora dentre os presentes ao Congresso escolherá os três primeiros lugares que receberão troféus e Diplomas. 

Todos participantes receberão Medalha de honra ao Mérito e Diplomas. 

Classificação dos Poetas: 
Jacimar Berti Boti (Colatina/ES); 
Nealdo Zaidan (Anchieta/ES); 
Max Miller (Serra/ES); 
Anne Mahin (Guarapari/ES); 
Paulo Roberto de Oliveira Caruso (Niterói/RJ); 
João Roberto Vasco Gonçalves (Vitória/ES); 
Edilson Celestino Ferreira (Vitória/ES); 
Maria Marlene Nascimento Teixeira Pinto (Taubaté/SP); 
Hawany Nawar Everton Maranhão (Piúma/ES); 
Francisco Gabriel (Natal/RN); 
Lenaldo Ferreira da Silva [Aldo Veranatto] (Guarapari/ES);  
Raimunda Pinheiro de Souza Frazão (São José de Ribamar/MA). 

Os Congressos Brasileiros de Poetas Trovadores foram iniciados em 1981 com a denominação de Seminários Nacionais da Trova, sempre na primeira Semana de Julho para comemorar o Aniversário do Clube dos Trovadores Capixabas, CTC, fundado a 1º de Julho de 1980. Em novembro de 2017, o CTC transformou-se em Academia de Letras e Artes de Poetas Trovadores, ACLAPTCTC, com 50 Acadêmicos Fundadores Titulares e 40 Acadêmicos Correspondentes de diversas Cidades brasileiros e do Exterior. Este ano de 2019, além do Congresso em Anchieta está previsto para o período de 14 a 17 de Novembro o XVII Congresso Brasileiro de Poetas Trovadores na Cidade de Iúna, na Região do Caparaó, onde está o Pico da Bandeira, na divida entre Minas e Espírito Santo, com apoio da Academia Iunense de Letras através do seu Presidente José Salotto e da Prefeitura local.

HOTÉIS PARA O EVENTO
Na Sede do Município a recomendação é para o “Recanto, Restaurante e Pousada”, na Avenida Rauta, 631, no bairro Alvorada, Telefone: 28 – 999 71 22 91, falar com Camila e informar que é uma reserva para o evento do Congresso de Poetas Trovadores. 

Os preços são especiais, com Café da manhã. A diária do quarto individual com ventilador é R$ 45,00. A diária do quarto com Ar Condicionado, Individual R$ 65,00 e Casal R$ 130,00. 

Na Pousada Beira Mar, com Café da manhã, a diária de Solteiro com banheiro no corredor e recepção é de R$ 70,00 e Casal na Suíte: R $ 140,00. 
Reservas: Tel.: 28 - 999 53 30 21. Com café da Manhã. No Centro existe ainda a Pousada Sergipana Tel.: 28 - 999 72 20 75, com preços semelhantes. 

Existem as opções de hotéis e pousadas nas praias de Iriri, Castelhanos e Ubú, localizadas próximo ao Centro da Cidade, que poderão ser encontradas pelo Web Site da Prefeitura Municipal: www.anchieta.es.gov.br;

PROGRAMAÇÃO 

Anchieta - Espírito Santo 

De 04 a 07 de julho de 2019 

Evento totalmente gratuito aberto para a participação de qualquer pessoa: professores, estudantes e povo em geral. 

Palestras, Desfile dos poetas, lançamento e relançamento de livros de escritores de Anchieta, Vitória, Rio e São Paulo. Serenata dos trovadores. Missa em Trovas. 

Local: Auditório Da Câmara Municipal De Anchieta 

DIA 04 De Julho, QUINTA FEIRA. 

INÍCIO AS 18 HORAS 

Local Auditório Da Câmara Municipal. 

Abertura Solene, com o presidente da ACLAPTCTC, Clério José Borges. 

Homenagem aos vencedores dos concursos de poesias e trovas. 

Concurso do melhor bolinho de arroz de Anchieta: Culinária e música. 

Trovas. 

Poesia. 

Homenagem Aos Artistas De Anchieta. 

DIA 05 De Julho, SEXTA FEIRA 

10 Horas 

Passeio. 

Início do concurso relâmpago de trovas com o tema “O luar de minha cidade” 

15 Horas 

Auditório Da Câmara Municipal. 

Início das Palestras. 

Sarau Poético. 

Escolha do melhor poeta de Anchieta. 
Venha se candidatar lendo duas poesias de sua autoria. 

Oficina de Trova. 

O que é prosa é poesia? 

Quem foi Florbela Espanca? 

Quem foi Cora Coralina? 

Quem foi Cecília Meirelles? 

O que é haicai e acrostico? 

19 Horas 

Serenata Pelas Ruas Da Cidade. 

Saída da Câmara Municipal até a Praça São Pedro. 

Venha cantar músicas antigas de serenata. Traga seu violão... 

DIA 06 De Julho, SÁBADO 

10 Horas 

Troveata. 
Desfile pelas ruas de Anchieta com distribuição de livros, poesias e trovas. 

De 15 As 21h30m 
Auditório da Câmara. 

Palestras e Lançamento de Livros de autores de Vitória, Anchieta, Guarapari, Rio De Janeiro e São Paulo. 



Palestras: 
O que são moedas virtuais; 
Os milagres de Anchieta; 
Marco zero de Anchieta local da primeira aldeia indígena; 
Como montar um livro para publicação. 
“Anchieta em verso e prosa”, por Roberto Vasco. 
“Doces Lembranças” em Anchieta, por Maria Cândida Vasco Gonçalves. 

Sarau Poético. 
Venha E Declame Sua Poesia. 

Entrega Solene De Comendas 
Homens: Grande Oficial Consul Da Paz 2019. 
Senhoras: Embaixadora Consulesa Da Paz 2019. 

Dia 07 De Julho, Domingo 

10h30m 
Missa Em Trovas, com Frei Firmino. 

11h30m 
Auditório Da Câmara Municipal 
Premiação aos vencedores do concurso relâmpago de trovas. 
Encerramento solene do Congresso.

Presidente Clério José Borges – cj-anna@bol.com.br;
Secretário Geral: robertovasco@hotmail.com; Tel.: 27 99963 04 71
Diretor de Relações Públicas: Lenaldo Ferreira - lenaldo@live.com; 

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to