Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

sábado, 6 de abril de 2013

Ditados Populares do Brasil (Letra R, S)

Recordar é Viver
R

Rapadura é doce, mas não é mole não
Recordando, sofro mais.
Rezei 1/3 para conseguir ½ para te levar a ¼.
Rico acompanha procissão, o pobre persegue o santo.
Rosa reza, Mercedes Benze.
Recordar é viver
Rei morto, rei posto
Soutien e caminhão velho, só usa quem tem peito.
Rei tem que ter coroa
Religião, Cor e Politica, não se discute
Relógio é que trabalha de graça.
Remar contra a maré.
Respeito é bom e eu gosto.
Ri melhor quem ri por último
Ri melhor quem ri por último.
Rico bebe pra comemorar, o pobre pra não chorar.
Rico ri à toa.
Rio só corre para o mar.
Rir é o melhor remédio
Roupa suja se lava em casa
Ruim com ele, pior sem ele.

S
Saber de cor e salteado.
Sabida de mais pro meu gosto.
Saco de gatos.
Saco vazio não para em pé
Sacrifique o presente em proveito do futuro.
Saudade é a memória do coração.
Saudade é a presença dos ausentes.
Saudade é companheira de quem não tem companhia.
Se alguém perguntar por mim, diga que sou feliz.
Se amar é pecado, não tenho perdão.
Se amar é crime me processe.
Se amor fosse água, meu peito era uma cascata.
Se casamento fosse bom, a polícia não obrigava.
Se casamento fosse estrada, eu andava no acostamento.
Se casamento fosse negócio, mulher vivia em prateleira.
Se casar for doença, morro de saúde.
Se chifre fosse flor, minha cabeça seria um jardim.
Se é coisa que eu não mais te veja, seja por morte tua.
Se é valente, bata pela frente.
Se eu fosse rico, comprava teu orgulho.
Se for mulher ainda cabe.
Se grito resolvesse, porco não morria.
Seja menos devota e mais religiosa.
Se me enganas uma vez, não tens vergonha; se me enganas duas vezes, o sem vergonha sou eu.
Se mulher fosse chuva, eu preferia uma goteira na minha cama.
Sem mulher toda casa fica vazia.
Se não houvesse distância, não havia saudade.
Se o mundo não tivesse suspiro, o povo morria afogado.
Se o orgulho dominar o mundo, serei teu escravo.
Se quer ser feliz por um minuto, vinga-te. Se quer ser feliz por toda a vida, perdoa.
Se pressa chama a morte, sei que não morro nunca.
Se você dormir dirigindo, os seus parentes serão acordados.
Se você não é o que parece, pareça o que é.
Se um dia a vida lhe der as costas, passe a mão na bunda dela.
Segredo em mulher é leite em boca de gato.
Segredo em mulher é pão em boca de pobre.
Segredo entre três, só matando dois.
Sei que tudo é nada.
Ser velho não é o caso; o que importa é ser gostoso.
Serviço fiado afrouxa o carro e aperta o dono.
Só não bebe é sino porque tem a boca pra baixo.
Só não bebe é sino, mas vive dizendo: não me dão… não me dão…
Só pena é que voa.
Sogra é como vento encanado: faz mal a todo mundo.
Sorrindo na reta, chorando na rampa.
Só vale no mundo quem tem muito fundo.
Sou bandoleiro, mas não temo a seta do teu coração.
Sou bem casado, não tenho sogra nem cunhada.
Sou casado com Ana, mas vivo com Mercedes.
Sou cativo do agrado.
Sou de casamento, mas agora é cedo.
Sou fan das louras, mas prefiro as morenas.
Sou louco pelas meninas… dos teus olhos.
Sou velho, mas não renuncio.
Sair da brasa e cair na labareda.
Saltar fogueira.
Salve-se quem puder.
Santo de casa não faz milagre
Santo de casa não faz milagres.
Sapo de fora não chia
Se a jabuticaba é pouca, a gente engole o caroço.
Se barba fosse respeito, bode não tinha chifre.
Se bem o disse, melhor o fez.
Se cochilar, o cachimbo cai.
Se conselho fosse bom mesmo, ninguem dava de graça
Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come.
Se este mundo fosse bom, o dono morava nele.
Se Maomé não vai até a montanha, a montanha vai até Maomé
Se os "ses" fossem feijões ninguem morria de fome
Se valesse gritaria, porco nunca morria.
Segredo de três, só matando dois.
Segurar a barra.
Segure o touro nos chifres e o homem na palavra.
Sem eira nem beira, nem folha de parreira.
Semear ao vento.
Sempre existe um chinelo velho para um pé torto
Sempre se espera pela pior figura
Sentir-se como peixe fora dágua
Ser mãe é padecer no paraiso
Ser marinheiro de primeira viagem.
Ser senhor de seu nariz.
Só se atira pedra em árvores que dão frutos.
Sol e chuva casamento de viuva
Subir pelas paredes.

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to