Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Ciranda da Primavera (Seleção por Simone Borba Pinheiro) Parte 2

BILL SHALDERS
Primavera


 Tempos de belas cores
 Tempos de suaves luzes
 Voam coloridas borboletas
 Voam belas inspirações
 Cantam alegres pássaros
 Cantam o mar e o céu
 No fundo de minha alma

 Mostram-se explosões de flores
 Cores fortes se expandem
 Felicidades explicitam
 Em verdejantes plantas
 Abrigam-se todas as alegrias
 Na exuberante natureza
 Primavera no meu ser

CANDY SAAD
Primavera

 A estação mais linda é a primavera,
 quando há o romper das flores,
 num desabrochar inebriante de cores
 perfumes e seivas!
 Beija-flores e borboletas coloridas
 anunciam a transformação de cor em amor!
 Meus olhos ficam encantados com tanta beleza!
 Como é linda a obra que nos fez o Criador!
 Desperta as emoções,
 acordando sonhos de amor adormecidos.
 Nesse jardim de primavera
 meu amor por você espera...
 Debaixo da copa do Ipê amarelo
 estarei pronta para te dar meu amor
 diante de toda natureza bela,
 exalando perfume de flor!
 Juntos vamos ver o romper da primavera
 contemplando a natureza se emocionar
 com nosso amor.

CARLOS ROBERTO
Primavera


 A mais bela das estações do ANO.
 Onde o belo renasce.
 Renasce a vida das árvores e das flores.
 Toda a NATUREZA renasce.
 Nós os SERES HUMANOS, também devemos
 imitar a NATUREZA, tendo como
 exemplo a PRIMAVERA.
 Vamos procurar renascer os nossos
 sentimentos por uma vida mais bela,
 plena de AMOR, FELICIDADE,
 SAÚDE e muita
 PAZ

CARMO VASCONCELOS
Primavera


 Desabrochadas minhas rosas amarelas
 Segredam-me a esplendorosa alegoria
 De ternas noites orvalhadas de euforia
 E mansos adormeceres com as estrelas

 Ciciam-me brilhos de sol, alvas manhãs
 Em que dissimulados ecos de tambores
 Convidam à simbiose castos amores
 De seivas similares, pétalas irmãs

 Murmuram-me rumores de água perto
 Lembrando o marginar de um rio desperto
 A matar a sede da terra que o venera

 E mais sibilam minhas rosas amarelas
 Que divina inspiração se vestiu delas
 Para consagrar uma nova Primavera

CÁSSIA VICENTE
Primavera


 Primavera...
 prima por beleza, cores,
 perfumes encantadores...
 são flores que alegram
 perfumes que inebriam
 e a vida neste tempo fica
 mais cheia de fantasia...
 os pássaros misturam às árvores suas cores
 enriquecem a paisagem com seus cantos...
 os corações embalam com os cheiros
 os olhos dos amantes...que a todo instante
 refletem o arco-irís nos corações de suas Damas da Noite
 ou dos seus Amores Perfeitos...
 E as amantes que são delicadas ao toque
 exalam o cheiro das Não-me toques
 disfarçando seus desejos embaixo das Pitangueiras...

 Jataí.GO

CECÍLIA RODRIGUES
Primavera


 Da Primavera em flor
 Muito se há-de cantar
 Flor rima com amor
 Cantar rima com amar

 Assim as palavras unem
 Um sentir, um bem-estar
 Amor e flor, perfumam
 Toda a Terra, todo o ar

 Todo o ar que respiramos
 É vida, é flor, amor, e canto
 Da passarada p'los ramos
 No arvoredo sem pranto

 Só música em coro entoa
 Por entre arvore enfeitada
 Sons de orquestra nos soa
 Vindo daquela passarada

 Nascem amores nos roseirais
 Vivem delírios na madrugada
 Enquanto Primavera são leais
 Morrem no Outono á chegada

CORA MARIA
Estão voltando as flores!


 Abra seu coração para a nova estação!
 Beije como um beija flor,
 Estenda os braços para o sol, que nasce
 Observe a borboleta,
 Construa um verso e a alguém ofereça,
 Faça bolinhas de sabão,
 Cante um refrão!
 Abra a janela,
 Comemore a primavera!
 Ame como jamais,
 Jogue fora todos os seus " ais"
 Perfume seus dias,
 Brinde a estação das flores,
 De alma colorida,
 Comemore a vida!

CRISTINA OLIVEIRA CHAVEZ - USA
Primavera


 A Primavera da alma é a vida!
 Esperanças, suas perfumadas flores
 quando o outono chega em fé perdida,
 e de saudade chora seus amores!

 Ela é maravilhosa, Fada Madrinha!
 converte do inverno, um paraíso,
 com suas cores de encanto azulzinha
 a vida eterniza como um sorriso!

 Já deixa-a entrar, é tão primorosa,
 está cheia de paz e de harmonia,
 o amor leva em seu pólen de rosa
 permite-lhe, te encha de alegria!

 Serenas são seus odes de ternura,
 viver com ela é uma grande euforia,
 passarinhos que cantam com doçura,
 A Primavera na alma...É a glória!

DENISE SEVERGNINI
Primavera


 Flores surgem
 em profusão
 Enchem meus olhos
 de emoção
 Desperta em meu olfato
 doce sensação

 Os pássaros entoam
 lindas canções
 Inflando de alegria
 nossos corações

 É a natureza que acelera
 Pois chega a primavera...

Fonte:
Seleção por Simone Borba Pinheiro. in http://www.familiaborbapinheiro.com

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to