Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

terça-feira, 26 de maio de 2009

Palavras e Expressões mais Usuais do Latim e de outras linguas) Letra G-H


Genus irritabile vatum
Latim – Raça irritadiça dos poetas. É como Horácio traduz a idéia de que poetas e escritores são temperamentais.

Gloria Patri

Latim – Glória ao Pai. Relativo apalavras iniciais do versículo que se canta ou reza no fim dos salmos e de outras orações da Igreja.

Gloriae et virtutis invidia est comes

Latim – A inveja é a companheira da glória e da virtude. A inveja procura destruir a virtude e o mérito alheio.

God save the king ou the queen
Inglês – Deus salve o rei (ou) a rainha. Frase inicial do hino nacional inglês.

Gold point
Inglês – Ponto de ouro. Situação cambial equilibrada nos países de moeda-ouro.

Graecum est, non legitur
Latim – É grego, não se lê. Axioma medieval que mostra o desprestígio do grego entre os eruditos.

Grammatici certant
Latim – Os gramáticos discutem. Empregada para significar que uma questão não se resolverá facilmente.

Grande mortalis aevi spatium

Latim – Grande espaço da vida de um mortal. Assim descreve Tácito os quinze anos em que reinou Domiciano.

Grand-prix
Francês – Grande prêmio. Diz-se do maior prêmio concedido em exposições, concursos, corridas etc.

Gratia argumentandi
Latim – Pelo prazer de argumentar. Emprega-se quando se quer usar um argumento do adversário considerado inconsistente.

Gratis pro Deo
Latim – De graça, para Deus. Sem remuneração.

Gravis testis
Latim – Testemunha grave. Testemunha digna; testemunha de peso.

Graviter facere
Latim – Agir com prudência, com moderação, com gravidade.

Grosso modo
Latim – De modo geral. Por alto, sem penetrar no âmago da questão.

Gutta cavat lapidem
Latim – A gota de água cava a pedra. Traduz a idéia do provérbio: Água mole em pedra dura tanto dá até que fura.

Habeas corpus
Latim – Direito = Que tenhas o corpo. Meio extraordinário de garantir e proteger com presteza todo aquele que sofre violência ou ameaça de constrangimento ilegal na sua liberdade de locomoção, por parte de qualquer autoridade legítima.

Habemus confitentem reum
Latim – Temos o réu que se confessa. Frase da oração em que Cícero defende Ligário, partidário de Pompeu.

Habent sua fata libelli
Latim – Os livros têm o seu destino. Aforismo de Terenciano Mauro, cuja obra permaneceu obscura durante muito tempo.

Happy end
Inglês – Fim feliz. Indica o desfecho feliz nas peças teatrais e cinematográficas.

Hasta la vista
Espanhol – Até a vista.

Hic et nunc
Latim – Aqui e agora. Imediatamente; neste instante.

High fidelity
Inglês – Alta fidelidade. Alta qualidade, grande pureza de som obtida nos aparelhos eletrônicos.

Hic jacet
Latim – Aqui jaz. Expressão consagrada nas inscrições de lápides mortuárias.

Hic jacet lepus
Latim – Aqui está a lebre; esta é a dificuldade.

Hoc caverat mens provida Reguli
Latim – A mente previdente de Régulo previra isto. Aplica-se nos casos em que alguém diz ter previsto um acontecimento depois dele realizado.

Hoc erat in votis
Latim – Isto estava nos votos. Aplica-se quando se obtém algo muito desejado.

Hoc opus, hic labor est
Latim – Aí é que está a dificuldade. Sentença de Virgílio que se aplica no sentido literal.

Hoc volo, sic jubeo; sit pro ratione voluntas
Latim – Quero isto, ordeno isto, que a vontade sirva de razão. Frase de Juvenal que condena a arbitrariedade.

Hodie mihi, cras tibi
Latim – Hoje para mim, amanhã para ti. Usada nas inscrições tumulares e quando se deseja o mesmo mal a quem o causou.

Home fleet

Inglês – Esquadra da casa. Nome que se dá à Armada Inglesa, referindo à parte dela que permanece na Grã-Bretanha.

Homo faber
Latim – O homem artífice. Locução empregada por Henri Bergson para designar o homem primitivo ante a necessidade de forjar ele próprio os utensílios indispensáveis à manutenção da vida.

Homo homini lupus
Latim – O homem é lobo para o homem. Pensamento de Plauto, aceito por alguns e praticado por muitos.

Homo sapiens
Latim – O homem sábio. 1 Nome da espécie homem na nomenclatura de Lineu. 2 Expressão usada por Henri Bergson para indicar o homem, único animal inteligente em face aos demais.

Homo sum et nihil humani a me alienum
Latim – Sou homem e nada do que é humano me é estranho. Terêncio advoga a solidariedade humana.

Honni soit qui mal y pense
Francês – Envergonhe-se quem pensar mal disto. Divisa da ordem da jarreteira na Inglaterra.

Honoris causa
Latim – Por causa da honra. Título honorífico concedido a pessoas ilustres.

Honos alit artes
Latim – A honra alimenta as artes. Máxima de Cícero que explica a necessidade de aplausos como incentivo aos artistas.

Horresco referens
Latim – Tremo ao referir. Palavras de Enéias ao narrar o episódio da morte de Laocoonte.

Horribile dictu
Latim – Horrível de se dizer. Locução interjetiva.

Hors ligne

Francês – Fora da linha; bem acima do normal.

Hospes hostis
Latim – Estrangeiro, inimigo. Máxima antiga que traduz o sentimento de desconfiança e hostilidade para com os estrangeiros.
===========================
As outras letras:
LETRA A
http://singrandohorizontes.blogspot.com/2008/10/palavras-e-expresses-mais-usuais-do.html
LETRA B
http://singrandohorizontes.blogspot.com/2008/10/palavras-e-expresses-mais-usuais-do_07.html
LETRA C
http://singrandohorizontes.blogspot.com/2008/10/palavras-e-expresses-mais-usuais-do_21.html
LETRA D
http://singrandohorizontes.blogspot.com/2008/11/palavras-e-expresses-mais-usuais-do.html
LETRA E
http://singrandohorizontes.blogspot.com/2008/11/palavras-e-expresses-mais-usuais-do_28.html
LETRA F
http://singrandohorizontes.blogspot.com/2009/01/palavras-e-expressoes-mais-usuais-do.html


Fonte:
http://www.portrasdasletras.com.br/pdtl2/sub.php?op=gramatica/docs/expressoeslatinas

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to