Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Ciranda da Primavera (Seleção por Simone Borba Pinheiro) Parte 7

ÓGUI LOURENÇO MAURI
Minha Catanduva Florida!

As flores chegam à "Cidade-Feitiço"...
Até que, enfim, termina a longa espera!
Setembro agoniza, já é Primavera
Com seus novos ares que não desperdiço.

Que linda, minha Catanduva florida!
Fascinam-me os matizes de seus ipês,
Uma pictorial paisagem que Deus fez
Em todo o traçado da longa avenida.

Catanduva se refaz na Primavera...
Cada ângulo é um cartão-postal,
A cidade é uma pintura natural,
Seu colorido ganha a ionosfera.

A brisa que respiro na Primavera
Coloca-me na fronteira do delírio;
Nos jardins, suas flores são um colírio
Saído de onde a Natureza impera

Reina de novo a "Estação das Flores!
Valeu aguardar... É a felicidade!
Novos fluídos envolvem a cidade;
Nos romances, beijos com outros sabores!
===================

REGINA BERTOCCELLI
O Sol da Primavera


Chegou radiante e esplendoroso
nesta manhã primaveril
Iluminando com seus raios de luz,
aquece a terra molhada
pelo sereno da madrugada
Flores desabrocham na cumplicidade
do dia, enfeitando nosso caminho,
perfumando nossa vida
Traz o sol da primavera calor e cor
aos corações apaixonados
Infinitas são as mãos que se entrelaçam,
caminhando felizes pelas alamedas,
pelos parques floridos
Ao entardecer, somos presenteados
com um deslumbrante espetáculo
de luzes e matizes variadas
Amanhã ele ressurgirá intenso,
majestoso, brilhante...
E nos brindará novamente com
sua luz e calor, neste fantástico
ciclo da mãe Natureza
============================

RENATE EMANUELE
É Primavera


O céu que amanhece tão rosa
O sol que esquenta nosso solo
A vida torna-se mais prazerosa
É a natureza que nos põe no colo

São as gotas de orvalho nas flores
Cheiro bom da grama verde molhada
A alegria pintada em todas as cores
Doce som no gorgeio da passarinhada

Vida renovada em cada coração
Na esperança dos dias mais felizes
O amor presente em cada canção
O cenário em todos seus matizes

A vida tem um especial sabor
Um novo começo uma nova era
De todo ramo nasce uma nova flor
E chega com ela a primavera
==================================

ROSENNA
Sedienta de flores


Te esperé,
sedienta de flores...
de esos aromas tibios...
mezcla de azahares, miel y canela.
Quiero navegar...
entre lirios!..
ver inundado el espacio de colores...
...de mariposas el cielo...
quiero beberme el aire que huela
a hierba recién cortada...
miles de golondrinas en vuelo
alegres en bandada...
ver los naranjos en flor,
en suave brisa adormecerme...
y sentir del sol el calor.
Quiero que todo florezca...
también... el amor,
que se palpe en el aire...
...que se sienta...
que la primavera llegó !..
=========================

SCHYRLEI PINHEIRO
Bem Vinda Primavera


Sonhando, desperta a sensibilidade
ao lado do amor.
Juntos, caminham pelas alamedas da vida,
deixando no ar o perfume colhido
nas lágrimas doces do tempo,
que secaram no calor do vento.
São sementes de carinho,
plantadas no coração da humanidade,
que irão reflorestar o vasto deserto
das estações vencidas.
Onde havia solidão,
renasce a esperança.
Tudo é festa, e a alegria canta o verbo amar;
o mundo amanheceu encantado,
a magia está presente e o futuro nos sorri.
Que felicidade!
Bem vinda, Primavera.
====================================

SUELI DO ESPÍRITO SANTO
É Festa...É Primavera


Todos jardins estão em festa
e a passarada faz um seresta
para a primavera que acorda
na manhã de um sol brilhante
com um sorriso no semblante
pela beleza que se transborda

É a primavera que é toda cores
espalhando-se com tantas flores
cada qual com o seu deslumbre
já desabrochadas... tão formosas
surgindo lindas, todas cheirosas
dando-nos o mais belo vislumbre
==============================

TERE PENHABE
Soneto à Primavera


Abrem-se as flores, no caramanchão!
Passarinhos festejam seus floridos ninhos
vem a Primavera, faz bem ao coração
a paixão repousa, afagada por carinhos.

Cantam os poetas, a magia do florir
nas verdes avencas, espalha-se a fé
e a esperança, põe o medo pra dormir.
É Primavera! Encante-se quem puder!

A borboleta azul, quiçá envelhecida
insiste no seu vôo, pousando na janela
trazendo novo sonho, para se crer ainda.

Quem ousa um sorriso, sua tristeza finda
é prenda preciosa, em toda Primavera
reduto colorido, que torna a terra linda!

Fonte:
Seleção por Simone Borba Pinheiro. in http://www.familiaborbapinheiro.com

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to