Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

domingo, 17 de outubro de 2010

Programa São Paulo: um Estado de leitores (inscrições abertas até 20 de outubro)

A Fundação Volkswagem, em parceria com o Cenpec e a Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, por meio do Programa São Paulo: um Estado de leitores, oferecerá três novas turmas de formação nos projetos Entre na Roda - Curso de Formação de Orientadores de Leitura (infantil e fundamental) e Brincar - O brinquedo e a brincadeira na infância. Serão oferecidas 120 vagas ao todo.

Ambos os cursos são gratuitos e direcionados a educadores, professores, bibliotecários, ssistentes de biblioteca, contadores de histórias e demais profissionais que estejam desenvolvendo projetos nas áreas de educação e cultura para a comunidade.

Os cursos terão início em 2011 e são estruturados em 8 módulos de 8 horas cada, uma vez por mês, com encontros realizados às segundas-feiras no Museu da Língua Portuguesa ou na Biblioteca de São Paulo.

A seguir seguem as apresentações do Entre na Roda e do Brincar e a ficha de inscrição pode ser obtida AQUI.

As inscrições devem ser realizadas, impreterivelmente, até o dia 20/10.

Qualquer dúvida, pedimos que entre em contato com o Programa São Paulo: um Estado de leitores, por meio dos e-mail: contato.spel@poiesis.org.br ou ainda pelo telefone 11 3331-5549
––––––––––––––––––––

São Paulo, 04 de outubro de 2010.

Srs. Gestores de Educação

Buscando somar esforços para a melhoria da qualidade e o fortalecimento da educação pública, a Fundação Volkswagen, o Cenpec – Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária e a Secretaria de Cultura do Estado de SP – agradecem sua presença e dão as boas-vindas a vocês pela participação nesse evento de apresentação dos Projetos Entre na Roda e Brincar, que constitue o Programa Território Escola.

O objetivo desse encontro é fornecer informações sobre o Projeto e sobre o processo de adesão ao mesmo, tendo em vista a iniciativa da Fundação Volkswagen em estabelecer novas parcerias para a turma de formação em 2011.

Agradecemos sua participação,
Conceição A. Mirandola
Diretora de Administração e Relações Institucionais
Fundação Volkswagen
Claudia Maria Michelucci Petri
Gerente de Projetos Locais
Cenpec
Frederico Tavares Bastos Barbosa
Diretor Executivo
Organização Social de Cultura POIESIS

Entre na Roda: leitura na escola e na comunidade

Forma orientadores de leitura (mediadores) para que atuem na escola e na comunidade, estimulando o gosto pela leitura e desenvolvendo as capacidades leitoras de crianças, jovens e adultos.

Objetivos:

• Formar educadores e voluntários da comunidade para desenvolver rodas de leitura.

• Estimular o prazer pela leitura e ampliar capacidades leitoras por meio
do trabalho sistemático com diferentes portadores e gêneros textuais.

• Ampliar o universo cultural de crianças, jovens e adultos.

• Fortalecer a parceria entre unidades educacionais e comunidade, na perspectiva da educação integral.

• Conhecer e valorizar a cultura local.

Público alvo:

Educadores, gestores educacionais, bibliotecários, agentes sociais e voluntários da comunidade que atuem com crianças, adolescentes, jovens e adultos.

Modalidades:

• Entre na roda Infantil: para educadores e voluntários que atuam com crianças menores

• Entre na roda Fundamental - para educadores e voluntários que atuam com crianças maiores, adolescentes, jovens e adultos

Conteúdos:

Entre na roda Infantil:
• Organização de tempos e espaços para o trabalho com leitura
• A criança pequena diante do livro
• Livros e histórias
• Poesia
• Textos informativos
• Compartilhando experiências

Entre na roda Fundamental:
• Apresentação do Projeto
• Narrativas curtas: textos da tradição oral e crônicas
• Contos clássicos e modernos
• Romance, novela e texto teatral
• Poesia
• Jornal, textos jornalísticos
• Textos de divulgação científica

Duração:

1(um) ano

Material:

• Para o participante: kit com material de apoio às formações.

• Para a escola/instituição participante: 1(um) baú com acervo de literatura infantil ou infanto-juvenil.

Estrutura do Projeto:

Formação:
• 64 horas de formação presencial: 8 encontros de 8 horas cada realizados ao longo do ano.

• 16 horas de formação não presencial - para estudos, tarefas e coleta de dados.

A formação poderá ser:
• por representação

• Visitas de acompanhamento:
4 visitas do formador à instituições envolvidas para observação e orientação.

Brincar: O brinquedo e a brincadeira na infância

O que é:

Projeto desenvolvido pelo Cenpec, por iniciativa da Fundação Volkswagen.

Projeto de formação de educadores e voluntários que atuam com crianças para que aprimorem suas práticas com relação ao desenvolvimento de atividade lúdicas, expressivas e recreativas com as crianças.

Tem como princípio o reconhecimento de que brincar é um direito da criança e que cumpre um papel decisivo no seu desenvolvimento cognitivo, afetivo e social. É uma forma de linguagem e uma rica possibilidade que a criança tem de integrar-se ao grupo com que convive, podendo desenvolver sua identidade pessoal e cultural.

Procura enriquecer a prática dos educadores, ampliando repertório de brincadeiras, instigando reflexão sobre o seu significado para as crianças e para os adolescentes, sobre questões culturais e valores. Propõe pensar sobre tempos e espaços relacionados ao brincar e sobre os critérios para escolha de acervo de brinquedos.

Contribui para a educação integral, uma vez que forma profissionais e voluntários para que entendam o brincar na infância como um dos fatores principais para o desenvolvimento integral do educando, pois desenvolve o corpo, as relações sociais, os aspectos cognitivos e afetivos. Também oferece repertório para o desenvolvimento de ações dentro e fora de instituições educacionais e incentiva a articulação entre unidades educacionais de educação formal, outros espaços e instituições de seu entorno e a comunidade.

Objetivos:

Objetivos gerais

• Favorecer o conhecimento e a reflexão sobre a cultura da infância;

• Proporcionar espaços de formação e reflexão sobre a infância e o brincar;

• Sensibilizar o olhar e enriquecer o conhecimento teórico e a prática dos adultos que atuam com crianças em diferentes espaços.

Objetivos específicos

• Promover o reconhecimento e a valorização do brincar como direito da criança;

• Fomentar a ampliação dos conhecimentos sobre a infância, o brincar e o desenvolvimento infantil;

• Fomentar a ampliação dos tempos e espaços destinados à brincadeira;

• Propiciar a ampliação de repertório de brincadeiras com referência da cultura popular e cultura da infância;

• Promover a reflexão sobre a importância da articulação entre as diferentes instituições de atendimento à criança e destas com as famílias;

• Conhecer as brincadeiras do universo cultural das diferentes territorialidades;

• Difundir as brincadeiras, reconhecendo-as como expressão da diversidade cultural.

Público alvo:

Educadores que trabalham direta ou indiretamente com crianças: professores de creches, EMEI ou primeiras séries do ensino fundamental, gestores de escola, gestores de secretarias de educação, voluntários, educadores de outras instituições.

Conteúdos:

• Memória de infância
• Cultura da infância
• Desenvolvimento infantil
• O espaço e o tempo da brincadeira
• O uso de diferentes linguagens expressivas no trabalho com crianças
• Vivências de brincadeiras da cultura infantil
• Construção de brinquedos com sucatas
• Relações adultos/crianças e criança/criança
• Brincadeiras de rua, quintal e quadra
• Acervo de brinquedos e jogos
• A brincadeira de faz-de-conta
• A brincadeira da criança de 0 a 3 anos

Estrutura do Projeto

Formação:

• 64 horas de formação presencial - 8 encontros de 8 horas realizados ao longo do ano.
• 16 horas de formação não presencial - para estudos, tarefas e coleta de dados.

A formação poderá ser:
• Por representação

Visitas de acompanhamento:
• 4 visitas do formador às instituições envolvidas para observação e orientação.

Prêmios:
Prêmio Criança 2008 – Fundação Abrinq.
Prêmio Ludicidade/Pontinhos de Cultura – 2008 – Ministério da Cultura.

Administrativo - Normas e Procedimentos
Processo de assinatura do Termo de Parceria e Compromisso com Municípios 2010

Para agilizar o processo de assinaturas do TERMO DE PARCERIA E COMPROMISSO que será firmado entre Fundação Volkswagen, CENPEC, POIESIS e Município/Entidade, informamos abaixo algumas normas e procedimentos.

Primeiro passo

Assim que houver a confirmação por parte da Fundação VW, CENPEC e POIESIS dos Municípios/Entidades escolhidos, já poderemos firmar a parceria por meio do Termo.

Até 18/10/2010

O Município deverá encaminhar um e-mail para a Fundação VW (janaina.domingos@volkswagen.com.br) , Cenpec (liliane@cenpec.org.br) e POIESIS (contato.spel@poiesis.org.br) com a indicação da pessoa que cuidará de todo o processo. Dados necessários: nome, telefones, e-mail e endereço.

Processo de Seleção: 18/10 a 05/11/2010

Resultado dos municípios escolhidos: 08/11/2010

Confirmação da Participação: 12/11/2010

Até 06/12/2010
A Fundação VW encaminhará, via e-mail, a minuta do Termo.

Até 17/12/2010
O Município deverá informar a Fundação VW, caso haja necessidade de alteração de cláusulas ou envio de documentos. Se não houver necessidade, o município estará autorizado a imprimir 3 (três) vias do TERMO, colher as assinaturas e devolver, via correio, para a Fundação Volkswagen.

Contatos e endereço da Fundação Volkswagen
Janaina Domingos
E-mail: janaina.domingos@volkswagen.com.br
Fone: (11) 4347-2547 – das 08 às 17hs
Fax: (11) 4347-2874
Fundação Volkswagen
Via Anchieta km 23,5 CPI 1394
Bairro Demarchi - São Bernardo do Campo - SP
CEP 09823-901

05/01/2011
Prazo final para devolução do TERMO assinado pelo Município. O envio deverá ser via correio.

Até 15/01/2011
A Fundação VW providenciará a assinatura dos seus representantes e encaminhará para o CENPEC.

Até 30/01/2011
O Cenpec providenciará a assinatura dos seus representantes e encaminhará para a POIESIS.

Até 15/02/2011
A POIESIS providenciará a assinatura dos seus representantes e encaminhará para a Fundação Volkswagen.

Até 28/02/2011
A Fundação Volkswagen encaminhará, pelo correio, 1 via assinada para controle e arquivo do Município/Entidade.

Contamos com o comprometimento de todos durante o processo, sendo que ficaremos à disposição para negociar qualquer exceção que se fizer necessária.

É importante ressaltar que caso o TERMO não esteja assinado até o 2º encontro de formação, a Fundação Volkswagen suspenderá a participação do representante do município até a regularização da assinatura.

Informamos que esse procedimento foi estabelecido para que não tenhamos problemas com a Auditoria da Fundação Volkswagen.

Obrigada.
Janaina Domingos
Coordenadora Administrativa
E-N Fundação Volkswagen
Via Anchieta km 23,5 CPI: 1394
Bairro Demarchi - São Bernardo do Campo - SP
CEP: 09823-901Fone +55 (11) 4347-2547
Fax +55 (11) 4347-2874
janaina.domingos@volkswagen.com.br
http://www.vw.com.br/
Semeando para um futuro melhor
!

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to