Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

sábado, 1 de fevereiro de 2014

O Encanto dos Sonhos em Versos

FLÁVIA ASSAIFE
O que é o Sonhar

O que e o sonhar?
Desejar algo, ter vontades, imaginar?
O que e o sonhar?
Viajar sem receios do que encontrar
Liberar a imaginação para voar
Deixar a alegria contagiar
Combustível que faz a vida caminhar...

O que e o sonhar?
Se entregar sem medo
Desvendar os mais íntimos segredos
Mergulhar num oceano de fantasias
Desvencilhar as idiossincrasias

O que e o sonhar?
Uma experiência inconsequente
Uma realidade inconsciente
Um conflito indiferente
Uma vontade consistente
O que e o sonhar?
Ninguém sabe exatamente
Estudos possuem opinião diferente
Compensação, psique, delírio
Longe de ser um martírio

O que e o sonhar?
Para mim e alforriar a alma…

GRECIANNY CARVALHO CORDEIRO
Sonhos

De que são feitos os sonhos?
De uma centelha de esperança
De um brilho refulgente de amor
Das cores do arco-íris
Seja como for...

Sonhos precisam ser cultivados
Arados numa terra a nunca repousar
Semeando grãos de ilusão
De emoção, da mais pura paixão

Sonhos descuidados
Ficam embotados
Sombreados pela amargura
Da mais infinita tristeza

Sonhar e viver
Mais que isso, e se perpetuar
Perdurar por toda a vida
No calor de um abraço
Da mais intensa paixão.

Passaste do amor para a paixão,
Tiraste pés do chão
Sob asas de Cupido.
Para esse voo não há preço,
Vai te botar pelo avesso
Em loucuras do não vivido.

INÊS CARMELITA LOHN
A Virgem Sonhadora

Olhava para o infinito
E sonhava com um amor
Que surgisse de trás dos montes
Num altar de rezas e flores.

Suas vestes eram brancas
E esvoaçavam na ventania
A transparência dos seios
Os longos cabelos cobriam.

Quando a lua surgia la nas alturas
Seu corpo ardia em sonhos e desejos
Uma louca malícia pedia caricias
Afagos, carinhos, abraços e beijos.

O clarão do luar que brindava as noites
Era de uma pureza insana
Dançava ao som do silencio sagrado
Numa sedução ardente e profana.

A sonhadora continuava imaculada e pura
Depois que a lua cheia se escondia
O altar nunca foi enfeitado por flores
E nele, a virgem nunca rezou uma Ave-Maria.

LENIVAL DE ANDRADE
A Mulher dos meus sonhos

Olha aqui meu bem
E veja bem também meu amor
Te dou mais uma flor
E a noite será nossa, em baixo do cobertor
Pois foi DEUS que colocou você em meu caminho
Não ficarei mais sozinho
Ficarei para sempre contigo
Serei mais que seu simples amigo

Vivo a sonhar contigo
Dentro do meu abrigo
Eu te amo
Do fundo do meu coração
Sonho contigo
Quero este sonho poder realizar
E sentir a maior emoção
Dentro do meu coração
Aproximastes o máximo de mim

Estou cada dia mais afim
Marcaste a minha vida
Você e a preferida
Minha eterna querida
Curou e tratou muito bem da ferida
Nunca será por mim esquecida
Tornaste meus dias sempre risonhos
Pois você
E a mulher dos meus sonhos

Luiz Carlos Amorim
Sonhar

Gosto de sonhar, viajar,
a bordo do teu sorriso.
Ele me embala,
me enleva, me leva,
de encontro ao teu coração.
E se pego uma carona
nas asas de outro sonho,
quando volto te encontro,
mais que sorriso, ternura,
pedaço de mim que faltava.
Se embarco numa saudade,
numa lágrima, numa dor,
que falta sinto de ti:
me perco pelo caminho,
a procura da passagem,
a procura do meu sonho,
a janela do sorriso,
o sorriso da chegada.
Teu sorriso e calmaria,
e carinho, e aconchego,
e a minha parceria
para sonhar e ser feliz.

MARIA (NILZA) DE CAMPOS LEPRE
Quimera

Sou um gavião pairando por sobre nuvens de algodão...
Meus olhos observam o mundo como parte de um tabuleiro...
Ali em baixo tudo parece limpo, lindo e em paz...
Agora sou um navegante dos mares de minha alma...
Meu veleiro segue sem rumo ao sabor das correntezas...
Uma brisa refrescante acaricia minhas faces...
Meus cabelos dançam alegres ao sabor dos ventos...
Estou feliz... Sinto-me em paz... Meu corpo não tem peso...
Não caminho... Apenas flutuo como um balão de gás...
Estou num paraíso, aqui nada me fere, nem me atinge...
Mas, que tristeza... Abro os olhos e o sonho se desfaz...
Quem sabe na próxima noite, o sonho continue de onde parou?...

MARILU F QUEIROZ
Sonhos...

O que são sonhos...
Senão mera ilusão, paixão
desmedida e monótona,
do que era para ser e não foi.

O que são sonhos...
Senão a intenção, inclusão,
conclusão de conversas,
sem resposta nem razão.

O que são sonhos...
Senão a vaidade, ilusão
de satisfazer vontades
e querer simplesmente viver.

Portanto, sonhos...
São o alimento da alma,
a esperança que motiva
e aplaca as dores do mundo!

TANIA DINIZ
Sonho

Os sonhos dentro do baú azul
As saudades
Do ano passado
Tudo em celofane
Muito bem embalado
As alegrias poucas
As esperanças
loucas
As amizades
(no meu sem-jeito
aceito)
a fome de paixão
as dores da incompreensão
em tantos embrulhos
remexo e vasculho
reviro meu baú
e meio sem graça retiro
meio feridos, meio tristes
minha alma guerreira,
(a meio pau sua bandeira)
e o meu corpo nu.

Fonte:
Jacqueline Aisenman (org.) Revista Varal do Brasil Edição Especial Sonhar Ainda Pode - Fevereiro de 2014
Imagem - Biblioteca Manuel Antonio Pina

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to