Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

sábado, 23 de março de 2013

VIII Jogos Florais de Niterói/RJ - 1978 (Trovas Vencedoras)

MAC Niterói
TROVADORES DE BRASIL E PORTUGAL
(exceto Rio de Janeiro)

1º TEMA:  MENSAGEM/NS

VENCEDORES


Guarda sempre esta mensagem
da própria vida, que diz:
- É feliz quem tem coragem
de acreditar que é feliz!
CAROLINA RAMOS - Santos

Queimei tudo, destruí
tuas mensagens de outrora,
mas, amor, não consegui
mandar as cinzas embora...
CIPRIANO FERREIRA GOMES - São Paulo

Expondo roupas rasgadas,
ora zombando, ora séria,
a vida põe nas calçadas
as mensagens da miséria...
CIPRIANO FERREIRA GOMES – São Paulo
Na mensagem mentirosa
tu dizes: "Tenho saudade..."
e esta mentira gostosa
é bem melhor que a verdade...
IZO GOLDMAN – São Paulo

O mensageiro fiel
dos sonhos da meninada
é um barquinho de papel
correndo junto à calçada...
SARA MARIANY KANTER – São Paulo
Em tuas cartas havia
mensagens de amor, tão belas,
que eram falsas, eu sabia,
mas como eu gostava delas!...
SILVINA ANTUNES LEAL - Santos
As mensagens de esperança
que trocamos, tu e eu,
são hoje apenas lembrança
da esperança que morreu...
SILVINA ANTUNES LEAL - Santos

MENÇÕES  HONROSAS:


No meu olhar já cansado,
guardo estrelas, guardo luas,
as mensagens de um passado
feito de noites só tuas.
CAROLINA RAMOS – Santos

Vibrante, um sino badala...
Em sua mensagem santa,
é a voz de Deus que nos fala,
na voz do sino que canta...
SILVINA ANTUNES LEAL - Santos

Seis horas... O sol no adeus...
E entre os cânticos e os hinos,
chega a mensagem de Deus,
na voz plangente dos sinos!
DAVID DE ARAÚJO - Santos

Dentro da noite um queixume
a embalar meu sofrimento,
traz mensagens no perfume
que tu deixaste no vento...
CIPRIANO FERREIRA GOMES – São Paulo

Das mensagens que mandaste,
o tempo apagou as linhas,
mas lembranças que deixaste,
jamais se apagam, são minhas...
GRAZIELLA LYDIA MONTEIRO - Belo Horizonte

Sou poeta... Em tudo eu ponho
um pouco de fantasia,
trazendo a ilusão e o sonho
na mensagem da poesia.
DAVID DE ARAÚJO – Santos

No meu refúgio deserto
tua mensagem me diz:
"Mesmo que o amor não dê certo,
quem ama, já é feliz.."
MARIA TERESA GUIMARÃES NORONHA - São Paulo
Na mensagem tu dizias:
"Chegarei na terça-feira!"
E eu descobri que três dias
demoram a vida inteira...
IZO GOLDMAN – São Paulo

Mensagem de amor não leio...
A velhice, esse tropeço,
fez com que pombos-correio
perdessem meu endereço.
SEBASTIÃO SOARES - Natal

As mensagens mais bonitas
que a natureza escreveu,
estão nas flores escritas,
e pouca gente entendeu.
THARCÍLIO GOMES DE MACEDO - Taubaté
Quando o céu em chamas arde,
um sino, ao longe, parece
levar mensagens à tarde,
que morre em tempo de prece.
VASQUES FILHO - Fortaleza

2º TEMA: ESPUMA/S

VENCEDORES


Trapos de espuma estendidos
pelas varandas do mar:
lenços molhados, vencidos
de tanto pranto enxugar...
CIPRIANO FERREIRA GOMES - São Paulo

Selvagem, de vida inquieta,
há no peito da cascata,
um coração de poeta
jorrando espumas de prata...
CIPRIANO FERREIRA GOMES -São Paulo
Tarde... Um chorão se curvava
para ver na água, faceira,
a flor do ipê que bailava
nas espumas da cachoeira!
ELIZABETH MARTHA NOTZ PASCHOAL - Taubaté
Cigano amor que me afagas,
tens a leveza das plumas,
a impermanência das vagas,
a inconstância das espumas...
HUMBERTO LYRIO - Salvador

Teu amor foi como a bruma
que o vento espalha no mar;
onda franjada de espuma
que nem chegou a chegar...
IZO GOLDMAN -São Paulo

Eu confesso, estou cansada,
cansada deste brinquedo:
- ser espuma apaixonada
pela sombra de um rochedo...
SARA MARIANY KANTER -São Paulo

MENÇÕES  HONROSAS:


Meu viver nunca é tristonho,
do mar copiando a investida,
eu jogo espumas de sonho
por sobre as pedras da vida
CAROLINA RAMOS - Santos

Bailando cheia de graça,
sobre as ondas, uma a uma,
a lua se despedaça
em precipícios de espuma.
CIPRIANO FERREIRA GOMES – São Paulo

Felicidade acontece.
Bate à porta, entra, perfuma...
E depois desaparece,
como se fosse de espuma...
CIPRIANO FERREIRA GOMES – São Paulo


Ó praia, para que escondas
teu corpo, é que o mar costuma
trazer, na crista das ondas,
os rendilhados de espuma...
DAVID DE ARAÚJO - Santos

Ó bela praia, por serdes
rendeira, mesmo entre a bruma,
no tear das ondas verdes,
teceis as rendas de espuma...
DAVID DE ARAÚJO - Santos
A vida - senda de abrolhos -
tal como a espuma se esvai,
pondo mágoa nos meus olhos,
de onde a lágrima não cai...
HELVÉCIO BARROS - Bauru

O branco luar flutua
e sobre a espuma passeia:
é o mar carregando a lua,
que vai dormir sobre a areia.
LUCY SOTHER ALENCAR DA ROCHA - Belo Horizonte

Vão-se as espumas das águas,
nas correntezas sem fim...
Mas nunca passam as mágoas
que gemem dentro de mim...
OLÍMPIO M. DA CRUZ - Brasília/DF

Ondas de espumas coroadas
batendo em costas bravias
são espumas de meus nadas,
vividos todos os dias!...
FERRER LOPES - Queluz/Portugal
Alguns amigos parecem
espumas de maré cheia:
na crista, se as ondas crescem,
se as ondas baixam... na areia...
IZO GOLDMAN – São Paulo
Eu sei que não te acostumas,
mas deste amor o que resta?
Pobres vestígios de espumas
na taça de um fim de festa.
MARIA TERESA GUIMARÃES NORONHA – São Paulo

Com a maciez de uma pluma,
o mar, que de amor desmaia,
vestindo luvas de espuma,
alisa as formas da praia!
WALTER WAENY - Santos

A Natureza costuma
semear lições, ao léu:
em cada bolha de espuma
cabe todo o azul do céu!
WALTER WAENY - Santos

PARA TROVADORES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

1º TEMA:  MÃO/S

VENCEDORES

Trocando afagos, um dia,
aprendi nobre lição...
- Nunca se encontra vazia
a mão que afaga outra mão!...
ALOÍSIO ALVES DA COSTA - Nova Friburgo

Bendita a mão calejada
que, à noitinha, se consola,
trocando o cabo da enxada
pelo braço da viola!
ANTONIO CARLOS TEIXEIRA PINTO - Niterói
Trovadores meus irmãos,
vamos viver de mãos dadas:
onde há correntes de mãos,
não há mãos acorrentadas!...
JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO - Rio de Janeiro
Não me gabo das conquistas,
nem dos troféus que são meus,
porque nas mãos dos artistas
há sempre o dedo de Deus...
OCTÁVIO VENTURELLI- Rio de Janeiro

Louvo essas mãos calejadas,
que, sem escola e instrução,
aprenderam, com as enxadas,
todo o alfabeto do chão!...
P. DE PETRUS- Rio de Janeiro

MENÇÕES  HONROSAS:


Os homens, nas mãos piedosas
de Cristo, pastor das almas,
em vez de palmas e rosas,
puseram cravos nas palmas!...
ALOÍSIO ALVES DA COSTA – Nova Friburgo

Por mais, Senhor, que repartas
teus peixes na multidão,
há sempre mãos, de ouro fartas,
e outras carentes de pão!...
ALOÍSIO ALVES DA COSTA – Nova Friburgo

As estrelas da amplidão,
nem todos conseguem vê-las...
E o sonhador põe a mão
muito além dessas estrelas!...
ALOÍSIO ALVES DA COSTA – Nova Friburgo
Que as mãos dos homens, na terra,
corrigindo um erro antigo,
sobre as trincheiras  de guerra,
façam leiras... plantem trigo!...
ALOÍSIO ALVES DA COSTA – Nova Friburgo
Buscando melhores dias
pelos caminhos da vida,
eu volto de mãos vazias,
porém, de cabeça erguida.
ANA MARIA MOTTA - Nova Friburgo

As tuas mãos tão suaves,
fiandeiras de carinhos,
tendo a esquivança das aves,
têm o aconchego dos ninhos.
JOÃO RANGEL COELHO - Rio de Janeiro

Nas obras que se encadeiam
em benefício da Paz,
bendigo as mãos que as semeiam
nos sulcos que a guerra faz!
JOSÉ COELHO DE BABO - Nova Friburgo

Faço o Bem todos os dias
e, depois que o Bem pratico,
olho as minhas mãos vazias
e vejo o quanto sou rico!...
JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO - Rio de Janeiro
Minhas mãos cheias de amor
plantam amor pelas ruas...
E mais não plantam, Senhor,
porque só me deste duas!...
JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO - Rio de Janeiro
Mãos humildes que se arqueiam
enchendo a terra de grãos...
Benditas mãos que semeiam
para os donos de outras mãos...
JOSÉ MARIA MACHADO DE ARAÚJO - Rio de Janeiro

Eu sempre tentei ser justo
e sempre me injustiçaram...
- Confesso que foi a custo
que estas mãos não se mancharam.
NYDIA IAGGI MARTINS - Nova Friburgo
Por entre os vãos dos meus dedos
fugiram meus sonhos vãos,
que foram simples brinquedos
nos dedos das tuas mãos...
OCTÁVIO VENTURELLI – Rio de Janeiro

Foi um gesto de nobreza,
nas lides duras e bravas:
mãos livres de uma princesa
libertando mãos escravas!...
RODOLPHO ABBUD - Nova Friburgo

Ao traçar vidas sem rumo,
do desgraçado, do louco,
não sei não, mas eu presumo
que a mão de Deus treme um pouco...
WALDIR NEVES- Rio de Janeiro

2º TEMA: FAROL

VENCEDORES


Sobre os sonhos naufragados
nas águas do meu desgosto,
são os meus olhos molhados
faróis sem luz no meu rosto!...
ALOÍSIO ALVES DA COSTA - Nova Friburgo
Deus que é luz e que é bonança,
ante os meus olhos tristonhos,
pôs um farol de esperança
sobre a torre dos meus sonhos...
ALOÍSIO ALVES DA COSTA - Nova Friburgo

Cai a tarde! Que tristeza!
Soluça o mar... E o farol
parece uma vela acesa
ante a agonia do sol!
ANTONIO CARLOS TEIXEIRA PINTO - Niterói
Noite quieta e, de repente,
dois faróis surgem na estrada,
e a escuridão sai da frente,
como quem foge assustada.
DURVAL MENDONÇA - Rio de Janeiro
Nenhum barco... o mar parado...
noite... silêncio... abandono...
E o velho farol, cansado,
parece piscar de sono.
DURVAL MENDONÇA - Rio de Janeiro
Como faróis enganosos,
porque a vaidade os conduz,
quantos homens presunçosos
dão mais sombra do que luz!
ELTON CARVALHO - Rio de Janeiro
Farol velho, não entendes
o contraste que eu te trago:
tu de esperanças te acendes,
eu, de saudades me apago...
OCTÁVIO VENTURELLI - Rio de Janeiro
Soltando as cordas da amarra
da barca do meu destino,
cruzei o farol da barra
dos meus sonhos de menino...
OCTÁVIO VENTURELLI – Rio de Janeiro

MENÇÕES  HONROSAS:

Minha alma, na qualidade
de alma de bom marinheiro,
guarda faróis de saudade
dos portos do mundo inteiro!...
ALOÍSIO ALVES DA COSTA – Nova Friburgo

Amor! Farol! Dois brilhantes
- preciosidades sem par -
ambos salvam navegantes:
um, da vida; outro, do mar!
CARLOS R. DE OLIVEIRA - Niterói

Meu farol mais verdadeiro
foi meu pai, quando eu menino,
pondo luz no meu roteiro
e um porto no meu destino.
DURVAL MENDONÇA – Rio de Janeiro

Ereto em sua tristeza,
o velho farol tomou
um jeito de vela acesa
pelos que o mar condenou.
DURVAL MENDONÇA – Rio de Janeiro

Quanta amargura incontida
n'alma dos cegos magoados...
Seus olhos tristes, sem vida,
são dois faróis apagados...
HEDDA DE MORAES CARVALHO - Nova Friburgo

Teu olhar que me fascina,
lembra tristeza, abandono,
farol envolto em neblina,
nas noites frias de outono!...
HEDDA DE MORAES CARVALHO - Nova Friburgo

Na rocha, em perenes rondas,
à noite, o farol seduz,
ao disparar sobre as ondas,
douradas flechas de luz!
JACY PACHECO - Niterói
Esse farol que, de longe,
nos torvos mares reluz,
tem a doçura de um monge,
lançando bênçãos de luz.
JOÃO RANGEL COELHO – Rio de Janeiro

Bate ao longe a Ave Maria...
A noite vem, devagar,
e o farol é a estrela-guia
para os pastores do mar...
MANITA - Niterói

Certos olhos, já cansados
pelo tempo que passou,
lembram faróis embaçados
que o mar da vida embaçou.
P. DE PETRUS – Rio de Janeiro

Depois que tudo termina,
na indiferença ou na dor,
nenhum farol ilumina
o naufrágio de um amor...
RODOLPHO ABBUD - Nova Friburgo

Na casa do faroleiro
esta ironia ferina:
Lá fora o imenso luzeiro...
- e dentro,uma lamparina.
RODOLPHO ABBUD - Nova Friburgo
Ao voltar, ela sorriu,
e aquele olhar de perdão
foi um farol que surgiu
nas trevas da solidão...
ROMEU GONÇALVES DA SILVA – Rio de Janeiro


Fonte:
Colaboração de Amélia Aparecida Silva/RJ

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to