Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

José Feldman (Aquarela de Trovas n. 13)


Como é bom saber que o filho
vida afora alegre vai,
dando forma, força e brilho
aos sonhos do velho pai!
A. A. DE ASSIS – MARINGÁ (PR)
 -
Eu disse pra minha amada,
baseado num estudo,
o amor nasce de um nada
e morre de quase tudo!
ADEMAR MACEDO – NATAL (RN)
 -
O circo segue em viagem
deixando em cada cidade
um círculo de serragem
delimitando a saudade...
ADILSON DE PAULA – JOAQUIM TÁVORA (PR)
 -
Que bom se o tempo na vida
fosse eterno para o amor...
e existisse outra medida
passageira para a dor!
ALBA HELENA CORRÊA – NITERÓI (RJ)
-
Em pedaços fui rasgando
tua foto pela praça;
hoje os procuro chorando,
pedindo ajuda a quem passa.
AMÁLIA MAX – PONTA GROSSA (PR)
 -

Velhos sinos badalando
anunciam minha dor...
– Cada toque ressoando
no meu presente sem cor...
ANTÔNIO MANOEL ABREU SARDENBERG – SÃO FIDÉLIS (RJ)
 -
Infância é um brinquedo usado
que um dia a vida resolve
tomar um pouco emprestado
e nunca mais nos devolve!
ARLINDO TADEU HAGEN – BELO HORIZONTE (MG)
-
De tu boca quiero oír
Tus palabras zalameras
Esas que sueles decir
Que eternamente me esperas.
CARMEN PATINO FERNÁNDEZ (ESPANHA)
-
Encontrei na minha trova
a vontade de escrever.
A paixão por coisa nova
faz a gente renascer.
CECIM CALIXTO –TOMAZINA (PR)
 -
Hoje os rios caudalosos
descem cantando suas mágoas
dos tempos idos, saudosos,
em que eram puras as águas...
CIDINHA FRIGERI – LONDRINA (PR)
-
Partiste... o sonho acabou,
num mistério que revolta...
– E a saudade carimbou
seu passaporte sem volta!...
CLENIR NEVES RIBEIRO – NOVA FRIBURGO (RJ)
-
Olhando fotos antigas,
tenho saudade de mim.
– Hoje, maduras espigas;
ontem, um frágil jardim.
CLEVANE PESSOA – BELO HORIZONTE (MG)
 -
Que tenhas muita ventura
no  universo do teu lar,
que só o amor e a ternura
possam  contigo,  ficar!
DELCY CANALLES – PORTO ALEGRE (RS)
-
Foste embora e, na saudade,
a ofensa se fez lição:
descobri que o amor-verdade
se alicerça no perdão!
DOMITILLA BORGES BELTRAME – S. PAULO (SP)
 -
Coração deixado vago
lamenta ter que informar:
fizeram-lhe tanto estrago,
que não dá mais pra morar.
DOROTHY JANSSON MORETTI – SOROCABA (SP)
-
Utopias!... Por vivê-las
e a elas me aprisionar,
quando desejo as estrelas,
deixo meu sonho voar!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA – RIO DE JANEIRO (RJ)
-
As espadas da descrença
não ferem meu coração,
nem há presságio que vença
o poder de uma oração.
ÉLEN FÉLIX – NITERÓI (RJ)
-
Por ser caboclo do mato,
de capina a vida inteira,
meu mundo tem o formato
de uma roça sem fronteira!
EDUARDO TOLEDO – POUSO ALEGRE (MG)
-
Dominar o medo e o ódio,
a injustiça e o desamor,
são vitórias que, no pódio,
dão mais brilho ao vencedor!
ELISABETH SOUZA CRUZ – NOVA FRIBURGO (RJ)
 -
A  ilusão da  meninice
com  os  meus  netos se  fez,
agora  em  plena  velhice
eu  sou  criança  outra  vez!
FERNANDO CÂNCIO – FORTALEZA (CE)
 -
O sonho que mais me anima,
que me faz bem, me renova,
é sonhar fazendo rima,
compondo mais uma trova.
FRANCISCO GARCIA – CAICÓ (RN)
 -
Nossa humildade se mede
e sempre se medirá,
não com o favor que se pede
mas com o perdão que se dá.
FRANCISCO PESSOA – FORTALEZA (CE)
 -
A frase dura que escapa
da boca de muitos pais
é tão cruel quanto um tapa
e, às vezes, machuca mais!
GERSON CÉSAR SOUZA (PR)
-
A minha vida é uma Trova,
trova de ilusão perdida,
pois a vida é grande prova,
que prova a Trova da vida!
GISLAINE CANALES – PORTO ALEGRE (RS)
 -
A sentença mais atroz
que a solidão concebeu
condenou o nosso “nós”
a ser, apenas, um... “eu”!
HÉRON PATRÍCIO – SÃO PAULO (SP)
-
Começa a lua num traço,
vai crescendo e nos seduz...
Como é formoso, no espaço,
esse trapinho de luz!
HUMBERTO DEL MAESTRO – VITÓRIA (ES)
 -
Seresteiro e trovador
ambos têm equivalências:
porque os dois fazem do amor
o motivo da existência.
IALMAR PIO SCHNEIDER – PORTO ALEGRE (RS)
-
Se a viagem é impossível,
deixo o sonho de nós dois
numa espera indefinível
para um suposto depois...
ISTELA MARINA GOTELIPE LIMA – BANDEIRANTES (PR)
 -
O imortal desaparece
desta vida transitória,
mas seu verso permanece
nas letras vivas da história!
JOAMIR MEDEIROS – NATAL (RN)

 -
Às vezes, Divino Pai,
quando converso contigo,
eu sinto que um anjo vai
orando, também, comigo!
JOSAFÁ SOBREIRA DA SILVA – RIO DE JANEIRO (RJ)
-
Baú velho, tampo torto,
cartas e fotos mofando...
– Refúgio de um sonho morto,
que eu vivo ressuscitando!...
JOSÉ OUVERNEY  – PINDAMONHANGABA (SP)
-
A paz é conquista interna,
pura ausência de ansiedade,
tranqüilidade que externa
prazer e felicidade.
LAIRTON TROVÃO DE ANDRADE – PINHALÃO (PR)
 -
Debruçada sobre o berço
do seu querido filhinho,
busca a mãe, com o seu terço,
indicar-lhe um bom caminho.
LUIZ HÉLIO FRIEDRICH – CURITIBA (PR)
 -
Para a alma aliviar
na dor, conflito, paixão,
a lágrima acalma o olhar;
um poema, o coração!
MARIA ELIANA PALMA – MARINGÁ (PR)
 -
Falar de trovas, meu Deus!
Missão que faz me encantar!
Falar de trovas aos meus!
Ainda não sei trovar!
MARIA GRANZOTO DA SILVA – ARAPONGAS (PR)

Minha boneca de sonho…
vivências da mocidade!
Pensamento que transponho
no meu portal de saudade!
MARIA JOSÉ FRAQUEZA – PORTUGAL
 -
Imortal não sou agora,
mas eu tenho uma alegria:
– Sou poeta e ao “ir-me embora”...
deixo um rastro de poesia!
MARIA LÚCIA DALOCE  CASTANHO – BANDEIRANTES (PR)
-
Sabedoria... só cabe
a quem tem por diretriz
não dizer tudo o que sabe,
mas... saber tudo o que diz.
MARIA MADALENA FERREIRA – MAGÉ (RJ)
-
Poeta arguto e sensível,
vai o inquieto beija-flor
buscar a rima impossível
no coração de uma flor!
MARIA THEREZA CAVALHEIRO – SÃO PAULO (SP)
 -
Na viagem de retorno
eu guardei algo de bom:
no meu lencinho o contorno
de tua boca em batom.
MAURÍCIO LEONARDO – IBIPORÃ (PR)
-
Cupido avisa aos poetas
e também aos namorados
que seus estoques de setas
foram todos renovados!
MIGUEL RUSSOWSKY – JOAÇABA (SC)
-
Sou louco quando preciso
e o remorso não me assalta;
eu nunca tive juízo
e ele nunca me fez falta...
MILTON SOUZA – PORTO ALEGRE (RS)
 -
E’ maldade, insensatez,
marcar com ferro a boiada,
se o nascimento da rês
traz a sentença marcada.
NEIDE ROCHA PORTUGAL – BANDEIRANTES (PR)
-
O namoro é uma viagem
que nos leva ao paraíso;
mas quem for comprar passagem...
na bagagem leve juízo.
NEI GARCEZ – CURITIBA
-
Carrego pouca bagagem
porque na vida aprendi
que, mesmo longa a viagem,
preciso apenas de ti!
OLGA AGULHON – MARINGÁ

Quer sejam feias ou belas,
das mulheres fujo, sim…
Das feias, de medo delas;
das belas – medo de mim!
PAULO EMÍLIO PINTO – CONSELHEIRO LAFAYETTE (MG)
-
Aprendi pelos caminhos
da vida, entre dissabores,
a não deixar que os espinhos
me impeçam de ver as flores!
REGIANE BAGNI ORNELLAS – VALINHOS (SP)
-
Fraternidade é sentir
uma comunhão tão alta
que nos leva a dividir
até mesmo o que nos falta!
RENATA PACCOLA – SÃO PAULO (SP)
-
Não condeno a caminhada,
culpo sim, meus passos falhos.
Bem larga era a minha estrada
fui eu quem buscou atalhos.
RITA MOURÃO – RIBEIRÃO PRETO (SP)
-
Tanto, tanto ela falou
na última temporada,
que da praia ela voltou
com a língua bronzeada!
ROZA DE OLIVEIRA – CURITIBA (PR)
 -
No contraste a dor sentida
dos que não tiveram sorte:
a morte buscando a vida,
e a vida esperando a morte.
SARAH RODRIGUES – BELÉM (PA)
-
Quem, no rumo desta vida,
se distrai na caminhada
pode acertar na partida,
mas pode errar na chegada.
SELMA PATTI SPINELLI – SÃO PAULO (SP)
-
Mais que justa há que ser boa
a resposta a uma agressão,
que o bom é justo e perdoa
mesmo os erros sem perdão!
SÉRGIO BERNARDO – NOVA FRIBURGO (RJ)
 -
Nem me lembro mais do gosto
da tal noite de verão,
e até hoje pago imposto
que ela chama de pensão...
SÉRGIO FERREIRA DOS SANTOS – NOVA FRIBURGO (RJ)
-
A idade impõe seus percalços
e a humildade os ameniza;
quem anda de pés descalços
respeita a terra onde pisa!
SÉRGIO FERREIRA DA SILVA – SÃO PAULO (SP)
-
Tendo o amor por inquilino,
com coragem e artimanha,
meu coração é um menino
que ora bate... que ora apanha!
THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA -  SÃO PAULO (SP)
-
No mundo das ilusões,
havendo entrega total,
se entrelaçam corações
numa paixão virtual…
VANDA ALVES – CURITIBA (PR)
-
Por mais que a gente conquiste
grande acervo de saber
mais sábio é saber que existe
muito mais para aprender.
VANDA FAGUNDES QUEIROZ – CURITIBA (PR)
-
De um amor que é só miragem
finjo agora ter o assédio,
para escapar da engrenagem
dessa moenda que é o tédio.
WANDA DE PAULA MOURTHÉ – BELO HORIZONTE (MG)
-
A vida é uma grande viagem
se o excesso de “informação”
não excluir da bagagem
“enlevos” do coração.
WANDIRA FAGUNDES QUEIROZ – CURITIBA (PR)
 -
Reconheço que a razão
me exerce extremo fascínio,
mas, se acerta o coração...
perco o rumo e o raciocínio!
VÂNIA ENNES – CURITIBA (PR)
 -
Canta a prosa, canta o verso
com esplêndida leveza,
enchendo todo o universo
e louvando a natureza.
VIDAL IDONY STOCKLER – CURITIBA (PR)

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to