Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

sábado, 8 de agosto de 2015

IV Concurso de Trovas de São Pedro da Serra 2015 (Resultado Final)


Tema Paz

1º LUGAR:
Que se diga "não" à guerra;
que ao ódio se diga "não"!!
E que as armas desta Terra
sejam Paz, Amor e Pão!
Joaquim Carlos
2º LUGAR:
Quisera ter o poder
de gritar, numa só voz,
que a paz que sonhamos ter
começa dentro de nós!
Clenir Neves Ribeiro

3º LUGAR:
Com os pés sentindo a terra
no frescor que a brisa traz
no meu São Pedro da Serra
fico nos braços da paz!
Ivone Marques Moreira

4º LUGAR:
A vitória que eu persigo
na vida honrada e sem ódio,
é ver, no mundo em perigo,
a Paz lá no alto do pódio !
Edmar Japiassú Maia

5º LUGAR:
Lugar lindo, preservado,
é meu São Pedro da Serra...
A paz de um ninho encantado
a quem visita esta terra.
Venceslau Olival

DEMAIS PARTICIPAÇÕES:

De sonhar eu sou capaz,
(pode ser uma utopia);
Corações plenos de paz
explodindo de alegria!
Beth Joy

Um recanto abençoado,
que tanta beleza encerra,
paz ao poeta inspirado,
viva São Pedro da Serra!
Beth Joy

Utopia é uma saudade
em que sonha um trovador.
Poesia não tem idade,
basta ser da Paz... do Amor
Cecília Patty

Ao desprezarmos valores
o caráter foi perdido,
ficamos sem paz e amores
e o caos cresceu decidido.
Cecília Patty

Chego a São Pedro da Serra
e, ante o cenário bonito,
posso afirmar que da Terra
alcanço a paz do infinito!
Clenir Neves Ribeiro

Nesta vida aqui na Terra,
onde o mal se faz verdade,
só em São Pedro da Serra
há paz e tranquilidade!
Cyrleia Neves

O meu jardim é florido
e tem muito beija-flor...
A vida aqui faz sentido
com paz, regado de amor!
Cyrleia Neves

Num coração combalido
pelo excesso de cansaços
meu remédio preferido
é a paz que sinto em teus braços!
Dilva Maria de Moraes

Vislumbro imensa beleza
de São Pedro, noite e dia...
E, além de tal sutileza,
a paz me faz companhia!
Dilva Maria de Moraes

Fiz uma ponte suspensa
no abismo da solidão,
encontrei a recompensa:
Luz e Paz no coração!
Dirce Montechiari

Vida em São Pedro da Serra...
saudável, tranquila , audaz,
tem esperança que encerra
o doce enlevo da Paz !
Dirce Montechiari

Vontade tu vens me impor,
mas, a não ter emoção,
prefiro as guerras de amor
à paz de uma solidão...
Edmar Japiassú Maia

São Pedro na brisa fria,
no frio que a brisa traz ,
abro a janela do dia
abrindo os braços da paz!
Ivone Marques Moreira

Na paz que é tão decisiva,
pude esconder a emoção,
mas mantenho a chama viva
a queimar meu coração.
João Batista Vasconcellos.

Deito ao som do rouxinol...
Há paz, sombra no regaço...
Morna tarde... dorme o sol
na doçura do cansaço.
João Batista Vasconcellos

É mais feliz quem abraça,
com toda a desenvoltura,
a sua herança de raça,
de amor, de paz, de cultura!!
Joaquim Carlos

Meus irmãos, na paz cantai,
que a dor se desfaz no canto!
Quando o canto chega ao Pai
se dissipa todo o pranto.
Jorge A. A.

Fui em paz e consagrado
cruzei os mares que quis
e agora vivo ancorado,
descanso em porto feliz.
Jorge A. A.

Sigo em paz e mais contente
se posso estender a mão
ao pobre que segue em frente
sem nunca sair do chão.
Joana D'arc da Veiga

Quando Jesus trouxe a Paz
ao mundo que fez a guerra,
o mundo se viu capaz
de viver a Paz na terra.
Joana D'arc da Veiga

Glória a Deus, glória a Jesus,
nosso Pai celestial
que nasceu... morreu na cruz
pela paz universal!
José Moreira Monteiro

Eu sinto muita saudade,
hoje, em meio à multidão,
da paz, da felicidade
que eu tinha lá no sertão!
José Moreira Monteiro

Uma riqueza da vida
é saber buscar a paz...
Ela está bem escondida
no silêncio que se faz!
L.C. Xavier

Sem querer criar conflito,
eu sei bem que sou capaz
de voar ao infinito
com pensamentos de paz!
L.C. Xavier

Se de amor sendo capaz
coração é um paraíso,
transmite afago de paz,
desabrochando em sorriso!
Lúcia Maria de Lemos Sertã

A vida bem desbravada
que vem alerta e sagaz,
cedo ou tarde pela estrada
faz o caminho da paz !
Lúcia Maria de Lemos Sertã

A paz só vem e acontece
neste mundo conturbado,
quando a fé se fortalece
no coração desarmado!
Therezinha Tavares

Quero ser bem acolhida,
reforçar os nossos laços,
só peço paz e guarida
no aconchego dos teus braços!
Therezinha Tavares

Friburgo tem um distrito
sem grade nem delegado
lugar de paz, que é bonito
para curtir um “pecado”.
Venceslau Olival
____________
IV CONCURSO DE TROVAS DO DISTRITO DE SÃO PEDRO DA SERRA
A União Brasileira de Trovadores-Seção Nova Friburgo tem a honra de apresentar as trovas do IV Concurso de Trovas do Distrito de São Pedro da Serra. Coube à UBT-NF organizar o concurso, receber as trovas, formar a comissão julgadora e apurar o resultado. As demais providências como número de classificações, forma de premiações, dia e horário dos festejos, etc, estão sob a coordenação de uma equipe em São Pedro da Serra, tendo á frente a ativista cultural Marjô Gaspary.

Participaram da comissão julgadora os trovadores Antônio Augusto de Assis e Renato Alves e a ativista Margô Gaspary.

Vale ressaltar que para São Pedro da Serra, todas as trovas são de grande importância e serão todas expostas durante o evento da premiação, recebendo os seus autores o certificado de honra.

Com agradecimentos ao distrito de São Pedro da Serra que se encantou pela trova, a UBT-NF está honrada pelo empenho dos organizadores e a sensibilidade de tornarem a trova amada em São Pedro.

Elisabeth Souza Cruz
Presidente da UBT-NF.

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to