Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

domingo, 17 de novembro de 2013

A. A. de Assis (Trovia n. 167 - novembro 2013)


Ciúme não é tolice;
ciúme é medo, meu bem.
Medo de ver o que é nosso
sendo dos outros também.
Adriano Carlos

Na velha igreja te ouço
sino alegre ... Estás dizendo
que há muito coração moço
em peito velho batendo.
Lilinha Fernandes

Longe de ti, triste eu passo
(se vivo mesmo, nem sei...).
É cada trova que eu faço
um beijo que não te dei...
Luiz Otávio
 

A resposta custou tanto,
demorou tanto a chegar,
que a esperança, lá num canto,
envelheceu de esperar.
Lucy Sother da Rocha

 

Nessa estrada em que trafego
nem sempre flores conquisto
pois sei que em terra de cego
quem tem um olho... é malvisto!
Antonio Juraci Siqueira – PA

Escrevem tanta besteira!
Parem com isso, de vez!
Pois quem des...fralda  bandeira
de... frauda   o  bom  português!...
Diamantino Ferreira – RJ

Tive tantas namoradas...
Tantas... Tantas... Que castigo!
Hoje estão todas casadas;
nenhuma delas comigo!
Hélio Azevedo de Castro – PR

Alvo da própria pirraça,
o Zé caiu do cavalo;
em vez de ganhar a taça,
na testa ganhou um galo.
Istela Marina – PR

Chega da farra na boa,
como quem acha que pode.
No escuro, beija a “patroa”...
sente na boca um bigode...
Jaime Pina da Silveira – SP

Um eremita perfeito
eu encontrei certo dia...
Era tão chato o sujeito
que de si mesmo fugia.
Olympio Coutinho – MG

Depois da aviária e a suína,
mais folga o aluno cobiça:
quer que venha, repentina,
a gripe  bicho-preguiça!
Roza de Oliveira – PR

Tentando aparentar trinta,
o cinquentão se “ferrou”.
Comprou um estoque de tinta,
mas... o cabelo acabou.
Wandira F. Queiroz – PR



 

Errar nunca foi demérito,
e eu também estou sujeito.
– Nem mesmo o velho pretérito
é totalmente perfeito.
A. A. de Assis – PR

Busco paz, serenidade...
Quando acho que consegui,
percebo que é só saudade
daquilo que eu não vivi.
Adélia Woellner – PR

Num jogo de sombra e luz
fui tomado de emoção,
ante a porta que conduz
o meu ao teu coração.
Agostinho Rodrigues – RJ

Jorram vidas, crescem flores
num ornamento que esmera,
aos campos com vivas cores
por conta da primavera.
Ari Santos de Campos – SC

Ouvindo o bramir do vento
através dos pinheirais,
parece o triste lamento
de entes que não voltam mais!
Alberto Paco – PR

Vão-se os dias... os milênios...
e, no anseio do saber,
cresce o delírio dos gênios,
fazendo o mundo crescer!
Carolina Ramos – SP

Nosso amor em demasia,
que importa? Cobre os espaços
quando veste a fantasia
e faz folia em teus braços!
Clenir N. Ribeiro – Austrália

Ter sempre a palavra certa
e a mão em paz estender;
ter a mão ao bem desperta
– isso se chama viver.
Conceição de Assis – MG

Coração de mãe é grande,
infinito como o amor.
Sua ternura se expande
como o perfume da flor!
Cônego Telles – PR

Era un niño silencioso...
Con la mirada me amaba,
y con un beso amoroso
¡sin tocarme me besaba!
Cristina Oliveira Chávez – USA

A saudade é relicário
guardado dentro da mente;
um mal que foi necessário
para tê-lo hoje presente.
Dáguima Oliveira – MG

Luta inglória é essa nossa,
minha e da enxada, dois loucos,
tudo em nome de uma roça
que a seca mastiga... aos poucos...
Darly O. Barros – SP

A mensagem foi pequena:
– Não me espere, por favor!
Não chores! Não vale a pena
chorar por um falso amor!
Delcy Canalles – RS

Contendo ideia completa
e pregando o bem geral,
um só verso de um poeta
pode torná-lo imortal!
Dari Pereira – PR

Menino pobre, sofrido,
perseverante, cresceu.
Hoje, a Deus agradecido,
esse menino sou eu!
Djalma da Mota – RN
 

Das ofensas de um irmão
não guardes nenhum rancor,
que um minuto de perdão
vale uma vida de amor!
Domitilla Borges Beltrame – SP

Sou livre, sem restrição,
mas afinal, para quê?
Mil vezes a escravidão...
mas juntinho de você.
Dorothy J. Moretti – SP

Sorte, aleatório caminho
que cada destino traça:
para alguns, tão farto vinho;
a outros, vazia taça.
Eliana Jimenez – SC

É no conflito da briga
que notamos como agem:
os falsos, com fel e intriga;
os bons, com brio e coragem.
Eliana Palma – PR

Minha saudade é um desvio
que a solidão me propõe
para fugir ao vazio
que a tua ausência me impõe!
Elisabeth Sousa Cruz – RJ

É meu o teu coração,
embora fujas de mim...
Teus lábios dizem que não,
mas teu olhar diz que sim!...
Ercy Maria Marques – SP

Para amainar meus cansaços,
num fim de tarde que tranço,
busco a rede dos teus braços,
meigos laços... meu descanso!
Flávio Stefani – RS

Eu redobrei a procura
e encontrei com tanto gosto
duas fontes de ternura
nas covinhas do teu rosto.
Francisco Garcia – RN

Embora o tempo me marque
com várias rugas na tez,
se um dia voltar ao parque
serei criança outra vez.
Francisco Pessoa – CE

O meu viver enfadonho,
só de amarguras composto,
põe as rugas do meu sonho
sobre as rugas do meu rosto!
Gislaine Canales – RS

Parece que o mundo inteiro
conquisto, ao imaginar
o vento, a vela e o veleiro
nas ondas verdes do mar.
Jeanette De Cnop – PR

Uma noite dura o pranto,
mas, chegando o alvorecer,
diz o salmista em seu canto:
volta a alegria e o viver.
Jessé do Nascimento – RJ

Cigana, linda boneca,
tu sondas meu coração,
na estranha biblioteca
da palma da minha mão...
Josafá S. da Silva – RJ

Tanta gente em si perdida
entre sombras se escondendo.
Cada dia é outra vida
que em disfarces vai morrendo.
José Feldman – PR

Ao rever o sítio antigo
do meu passado risonho,
a saudade andou comigo,
lembrando sonho por sonho.
José Lucas – RN

 Vinde, andorinhas, no estio,
festivas em tarde mansa,
pousar no último fio
que me resta de esperança!
José Messias Braz – MG

Um carro de bois chorão
que eu vi passar, à distância,
trouxe de volta o sertão
que povoou minha infância!
José Ouverney – SP

Nos garimpos desta vida,
que o destino abandonou,
eu sou bateia esquecida
que nem cascalho pegou.
José Valdez – SP

De tanto viver sonhando,
levo o meu barco, a sorrir,
tranquilamente aguardando
mais sonhos em meu porvir!
Lucília Decarli – PR

Após busca pertinaz,
descobri, um dia, a esmo:
- Só hei de encontrar a paz
na renúncia de mim mesmo!
Luiz Antonio Cardoso – SP

Novo estatuto vigora
nas leis do amor hoje em dia:
sei que vale mais o agora
do que a mais bela utopia!
Luiz Carlos Abritta – MG

Nunca mostres apatia
diante da luta na vida,
mas brinda com simpatia
e a inércia será vencida!
Mª Luíza Walendowski – SC

Juntando as tintas mais belas,
Deus, com sublime ousadia,
pinta milhões de aquarelas
no simples raiar do dia!
Ma. Madalena Ferreira – RJ

Ponho meus olhos no espaço
e tropeço entre as estrelas.
Penso em ti: entre elas passo
e nem sequer chego a vê-las.
Mª. Thereza Cavalheiro – SP

Resisto... mas, distraída,
minha razão nem percebe
quando a emoção atrevida
abre a porta... e te recebe!
Marilúcia Rezende – SP

Olhando a escada da vida,
eu me sinto uma criança
que espera achar, na subida,
o corrimão da esperança...
Martha Paes de Barros – SP

Saibam todos que o trabalho
ao homem bom enobrece;
mas quem não pega no malho,
seu espírito empobrece!
Maurício Friedrich – PR

Enfrente toda e qualquer
pressão da vida diária,
da maneira que puder,
na atitude necessária.
Mifori – SP

É na força a paixão
que posso me machucar...
Como dar meu coração
para quem não sabe amar?
Neiva Fernandes – RJ

Escute, esta é a voz do vento
que me traz doces cantigas,
invadindo o pensamento
de lembranças tão antigas.
Nilsa Alves de Melo – PR

No coração trago a estrada
e no olhar terras sem fim...
Mas a rotina, malvada,
fez cercas no meu jardim.
Olga Agulhon – PR

Nos extremos desta vida,
um contraste se percebe:
– A Terra chora a partida
daquele que o céu recebe!
Osvaldo Reis – PR

Na rua do devaneio,
teu desamor, eu suponho,
foi a carreta sem freio
que atropelou o meu sonho...
Pedro Melo – SP

A cor dos teus olhos faz
o que só fazem os vinhos:
me embriaga e é bem capaz
de embriagar os vizinhos.
Raymundo Salles Brasil – BA


Tudo na vida tem preço
e prazo de validade...
Quando tu vais, não te esqueço:
pago teu preço em saudade!
Renato Alves – RJ

Desato o nó da lembrança
e um facho de luz sem fim
me traz de volta a criança
que o tempo levou de mim.
Rita Mourão – SP

Transcendendo o imediato,
poesia é pura emoção.
Nela voamos, num jato,
da terra para a amplidão!
Roza de Oliveira – PR

O silêncio, embora mudo,
quando bem interpretado,
nada diz, mas fala tudo,
decidindo qual jurado...
Ruth Farah – RJ

Somente o amor verdadeiro
é por Deus abençoado;
e por não ser passageiro
é tão sublime e sagrado!
Roberto Acruche – RJ

No amor minha aprendizagem
com tantos erros se fez,
que não tenho mais coragem
de aprender tudo outra vez!
Sebas Sundfeld – SP

Com os elos da amizade,
entre versos nos guardamos;
com a trova na verdade,
bons amigos conquistamos.
Sarah Rodrigues – PA

Receio o destino incerto
de perder-me em teus encantos
e tornar-me um livro aberto,
esquecido... pelos cantos.
Sérgio Ferreira da Silva – SP

Velhice é mal que persiste
se a vida é trilha enfadonha...
É sombra invadindo triste
o espaço de quem não sonha.
Thalma Tavares – SP

Quando  o amor se distancia
e o sonho fica apagado,
não há feitiço ou  magia
que salve o encanto quebrado...
Thereza Costa Val – MG

Ah! Coração, tem cautela
e deixa de brincadeira!
Tens sonhos de Cinderela
e eu sou Gata Borralheira!
Therezinha Brisolla – SP

Doce palavra vibrante,
lapidada na emoção...
É a trova um raro brilhante,
moldado na nossa mão.
Vanda Alves – PR
 

Repletos, alguns cinzeiros
marcam longa madrugada,
perdida em meio aos ponteiros
de um tempo cheio de nada.
Vanda F. Queiroz – PR

visite:

http://poesiaemtrovas.blogspot.com/
http://www.falandodetrova.com.br/
http://aadeassis.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to