Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

domingo, 29 de junho de 2014

A. A. de Assis (Revista virtual de trovas n. 175 Julho de 2014)


  ---------------------------------------
 
--------------------------------------
Penetra no coração;
fica entranhado na mente...
A gente sai do sertão,
mas ele não sai da gente!
Ademar Macedo – RN

Ao beijar a tua mão,
que o destino não me deu,
tenho a estranha sensação
de estar roubando o que é meu!
Durval Mendonça

Vem, palhaço, sem tardança,
com teus trejeitos, teus chistes,
e acorda a alegre criança
que dorme nos homens tristes...
Élton Carvalho

Não há ruas sem esquinas,
nem esquinas sem enredos,
nem enredos sem meninas,
nem meninas sem segredos...
José Coelho de Babo

Minha casa, que tem tudo,
tanta coisa de valor,
minha casa não tem nada;
vive só, sem teu amor!
Joubert de Carvalho

Seria a vida esplendor,
ventura, luz e perfume,
se tu me desses de amor
o quanto tens de ciúme!
Luiz Otávio

------------------------------------------

 
------------------------------------------

Ao saber que a noiva gasta,
na modista, herança inteira,
o noivo vivo se afasta,
e casa com... a costureira...
Dorothy Jansson Moretti – SP

Eta mulher jogo duro!
Por mais que eu implore e tente,
não me garante o futuro...
só quer saber de... presente.
João Costa – RJ

O reumatismo atacava
meu avô em tal escala,
que o velho já se queixava
de dor até na bengala...
José Lucas de Barros – RN

– Mamãe, eu vou pra balada,
mas não demoro a voltar.
– Filha, eu estou preocupada
é se você vai “ficar”!
Olympio Coutinho – MG

Vermelho igual ao tomate,
meu coração é um bife:
quanto mais alguém lhe bate,
mais amolece o patife.
Orlando Woczikosky – PR

Menininha no quintal,
tadinha, brincando só,
faz algo que lhe faz mal:
cata cocô de cocó...
Osvaldo Reis – PR
 

No casório, bebeu todas...
Ficou de fogo o Mané.
E em vez de curtir as bodas,
curtiu a lua... de mé...
Pedro Melo – SP

Na noite do seu casório,
sendo um noivo muito antigo,
usou até suspensório,
mas não suspendeu o artigo...
Wanda Mourthé – MG

------------------------------------------

-------------------------------------------

Esta é uma lei que não muda,
portanto preste atenção:
– O Pai jamais nega ajuda
àquele que ajuda o irmão.
A. A. de Assis – PR

Os namorados, querida,
dois relógios devem ter:
um que retarde a partida,
outro que apresse o volver.
Albercyr Camargo – RJ

Chocolate é ingrediente
de precioso sabor,
que entra na boca da gente
igual a beijo de amor!...
Alberto Paco – PR

Sigam, poetas, cantando
em dom divino e fecundo,
com suas mãos derramando
beleza e paz pelo mundo!...
Almir Pinto de Azevedo – RJ

Sonhando ver sua imagem
na varanda, uma outra vez,
recomponho uma paisagem
que, sem você, se desfez...
Almira Guaracy Rebelo – MG

O poeta é um ser divino
e nos traz felicidade.
A ele dedico um hino
de amor e fraternidade.
Ângela Stefanelli – RJ

Não sente, nunca, a fadiga
desta existência bizarra
quem no peito de formiga
tem coração de cigarra.
Antonio Juraci Siqueira – PA

Com musas vivo a sonhar:
à noite durmo um pedaço,
num caderno ao despertar
uma trova eu sempre faço.
Ari Santos de Campos – SC

Não pense que todo amigo
pode ser um confidente;
às vezes fala contigo
e te entrega logo à frente.
Benedita Azevedo – RJ
 

Ouço teus passos serenos
e o meu abraço se expande,
mas sinto os braços pequenos,
para ternura tão grande!
Carolina Ramos – SP

Nossa briga de verdade,
essa o tempo não contou,
e o que foi felicidade...
a saudade engavetou!...
Clenir Neves Ribeiro – RJ

Teu grande amor, que ironia,
é hoje coisa esquecida:
foi luz que por um só dia
iluminou minha vida!
Conceição de Assis – MG

O vento farfalha a copa,
da árvore, folhas e flores,
e a ave o ninho envelopa
para abrigar seus amores.
Cônego Telles – PR

La buscamos con anhelo
lleva, dicha al corazón,
de dicha nos da desvelo
lleva por nombre ilusión!
Cristina Olivera Chávez – EUA

Mansamente morre a tarde,
e eu na rede a te esperar.
E a saudade, sem alarde,
chega e toma o seu lugar...
Dáguima Verônica – MG

Na minha melhor idade,
sendo velho, sou criança,
vivendo a felicidade
no carrossel da esperança.
Décio Rodrigues Lopes – SP

Empilhados na memória,
um a um, mesmo à distância,
escreveram linda história
os meus brinquedos de infância.
Delcy Canalles – RS

Eu não ouço os teus conselhos
mas, quando fala a razão,
meus pecados, de joelhos,
imploram por teu perdão...
Dilva Moraes – RJ

Ultrapassando as fronteiras,
do Sim, do Não, do Talvez,
nosso amor vence barreiras
e o ciúme não tem vez!
Dirce Montechiari – RJ

Teus cabelos ondulados
caídos sobre o meu rosto,
cobrem os beijos molhados
trocados com tanto gosto.
Djalma da Mota – RN

Saudade é uma dor pousada
nos ombros da solidão:
felicidade passada,
vedada a repetição.
Eliana Jimenez – SC

O progresso da ciência
impulsiona uma nação,
porém só a consciência
constrói nela o cidadão!
Eliana Palma – PR
 

Quando me pedes perdão,
humildemente,  reflito:
– Quem tem Deus no coração
abranda qualquer conflito!
Elisabeth Souza Cruz – RJ

Lembranças que hoje sinto
da infância muito querida;
pedras rolando, não minto,
na longa estrada da vida.
Euclymar Porto – RJ

Este silêncio, tão mudo,
que o nosso olhar escondia,
nos fez sentir quase tudo
de tudo o que já sentia!
Eva Yanni Garcia – RN
 

Tu voltaste tão risonha
e eu, com minha insensatez,
desfiz o amor de quem sonha,
sendo infeliz outra vez!
Francisco Garcia – RN
 

Mesmo que lhe desagrade
dentre os sabores prefira
o amargo de uma verdade
ao doce de uma mentira.
Francisco Pessoa – CE
 

Eu prossigo o meu caminho,
procurando um grande amor,
que me envolva com carinho
e me aqueça em seu calor!
Gislaine Canales – SC

Seu aroma chega a mim,
vindo daquela janela:
são as flores do jardim
que emoldura a vida dela.
Hulda Ramos – PR
 

Numa estrada colorida,
ou na trilha empoeirada,
se a família segue unida,
é suave a caminhada.
Istela Marina – PR
 

Sejamos gratos pelo ar
que respiramos de graça
ou iremos transformar
nosso planeta em fumaça!
Janske Niemann – PR
 

Na clausura da existência
das prisões que nos impomos,
um devaneio é a essência
do que pensamos que somos!
J. B. Xavier – SP

Se sofres, poeta, canta,
que essa cantiga, aonde for,
consola, embala, acalanta,
quem vive pobre de amor!
Jeanette De Cnop – PR

Ah, relógio, meu amigo,
teus ponteiros, como correm!
O tempo voa contigo
e com ele os sonhos morrem...
Jessé Nascimento – RJ

Sem amor e sem carinho,
o homem vive a lamentar
e deixa o calor do ninho
pra buscar noutro lugar.
Jorge Fregadolli – PR
 

Tanta gente só… num canto…
perdida no desamor,
resguardando o desencanto
de um coração sofredor!
José Feldman – PR

De uma forma muito astuta,
a mentira nunca falha:
hoje atinge a quem a escuta,
amanhã a quem a espalha...
José Ouverney – SP

Navega lejos mi barca
son mis años, es mi vida.
La está llamandola parca
para dar la bienvenida.
Libia Carciofetti – Argentina

Na pouca pressa que tens
de aliviar minha saudade,
enquanto espero e não vens,
transcorre uma eternidade!
Lucília Decarli – PR

Fitando o manto estrelado,
fica fácil compreender
a pequenez de meu fado
perante o divino Ser.
Luiz Antonio Cardoso – SP

Vamos fazer uma aliança,
pois poluir é desgraça:
levar o sol da esperança
à chaminé de fumaça !
Luiz Carlos Abritta – MG
 

Saudade, nem sempre triste,
traz lembrança de um ausente
que de longe ainda insiste
em se dar como presente.
Luiz Hélio Friedrich – PR

A brisa, leve em seu canto,
na voz de um timbre sem dono,
é quem solfeja o acalanto
pra noite pegar no sono...
Manoel Cavalcante – RN

Em tua ausência, a esperança
põe seus véus na realidade,
mas quem vive de lembrança
morre aos poucos... de saudade!
Mª Lúcia Daloce – PR

Volta agora com vontade
ser o amor que me encantou...
Traga contigo a saudade
que ao partir você deixou!
Mª Luíza Walendowsky – SC

Os cílios fazem cortina
para um palco de emoção,
que a luz do amor ilumina
quando canta o coração!
Mª Thereza Cavalheiro – SP

Ante os pobres, ter piedade,
ter doçura e compaixão,
é provar a suavidade
que brota do coração.
Marina Valente – SP

No adeus da tua partida
meu coração infeliz
ganhou enorme ferida
e, não parou... por um triz!
Maurício Friedrich – PR

Paciência teve Jó,
que tantas dores sofreu,
perdeu tudo, ficou só,
mas sua fé não morreu.
Mifori – SP

É uma sublime atitude
o saber pedir perdão.
Bem mais nobre é a virtude,
perdoar sem restrição.
Neiva Fernandes – RJ

Quando a neblina é mais densa
e a luz parece tão mansa,
na estrada o que a gente pensa
é que o sol ainda descansa.
Olga Agulhon – PR

Numa montanha de mágoas
há uma vertente escondida
por onde correm as águas
dos prantos da minha vida.
Renato Alves – RJ

Não me intimida o futuro,
nem os porquês dos meus ais.
Quem tem um porto seguro
tem o controle do cais.
Rita Mourão – SP

Concedido por esmola
o perdão não traz fiança.
Dificilmente consola,
tendo sabor de vingança...
Ruth Farah – RJ

Verdade que não se trai,
e quem bem viver verá:
quando um filho agrada o pai,
um bom pai também será!
Selma Spinelli – SP

Vão meus sonhos, num batel,
buscar certezas... Em vão:
os meus barcos de papel
são, apenas, o que são!
Sérgio Ferreira da Silva – SP

Passa a vida passageira,
nesse passo de inquietude,
e leva ao passar ligeira
os traços da juventude.
Sônia Sobreira da Silva – RJ

Em nossas doces lembranças
vejo-me ainda o menino
que ao tocar em tuas tranças
uniu ao teu seu destino.
Thalma Tavares – SP

Tu chegas, só por instantes,
e as minhas mágoas contenho:
se não há depois, nem antes,
vivo os instantes que tenho!
Thereza Costa Val – MG

Meu coração não se expande.
Chora sozinho e sem queixa...
Sabe quando o amor é grande
pela saudade que deixa.
Therezinha Brisolla – SP

Sempre e sempre se convença
de que há distância infinita
entre aquilo que se pensa
e aquilo que a vida dita...
Vanda Alves – PR

Onde a sombra cobre e embaça
o sol que anima e clareia,
eu quisera ser quem passa
e reacende a luz alheia.
Vanda Fagundes Queiroz – PR

===========================  
 Visite: 
http://poesiaemtrovas.blogspot.com/
http//www.falandodetrova.com.br/
http://universosdeversos.blogspot.com 
=================================

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to