Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

A. A. de Assis (Revista Virtual de Trovas "Trovia" - outubro 2014)




Amor perfeito, suponho,
se houvesse seria assim:
ela dentro do meu sonho,
seu sonho dentro de mim.
Adauto Gondim

Nos olhos de uma criança
pus meu olhar fatigado:
– vi quanto é grande a distância
entre a inocência e o pecado!
Corrêa Júnior

Por duas Marias erra
meu viver de déu em déu:
– a que me perde, na terra;
– a que me salva, no céu.
J. G. de Araújo Jorge

Nosso romance foi breve...
Mas que importa o tempo escasso,
se a saudade ainda escreve
teu nome em tudo o que faço?
Nydia Iaggi Martins

Não pisco os olhos ao vê-la
para não correr o risco
de, por momentos, perdê-la,
a cada instante em que pisco.
Orlando Brito

Da vida, no grande coro,
eis nosso destino atroz:
seguirmos de choro em choro,
até chorarem por nós!
Tasso da Silveira
 


Foi fofoqueira a danada,
até que enfim se curou...
– Agora é muda, coitada,
a língua dela gastou!...
Clenir Neves Ribeiro – Austrália

– “Mas, mamãe, se é gravidez,
que remédio é sugerido?”
– “Arranjar, com rapidez,
algum trouxa, pra marido!”...
Darly O. Barros – SP

A trovadora reclama
o peso do pé engessado;
e, repousando na cama,
faz trovas de pé quebrado...
Djalma Mota – RN

Vendo o ovo da avestruz,
suspira fundo a galinha:
– ”Puxa, eu pensava que a cruz
mais pesada fosse a minha!!!
Eliana Palma – PR

Do teu decote supremo
me veio uma ideia boba...
Tu me chamando de Remo
e eu te chamando de loba.
Francisco Pessoa – CE

Constipado, dor de tédio,
piriri, bichim-de-pé...
melhor que qualquer remédio
é um gostoso cafuné...
Osvaldo Reis – PR

A plateia se espantou:
o ator saiu do roteiro,
desesperado, e gritou:
“Meu reino por um banheiro!”
Selma Patti Spinelli – SP

A canequinha da casa
pertence à mulher do Osires.
"Tá" desbeiçada e sem asa
porque serve a muitos pires!
Therezinha Brisolla - SP
 

Vamos soltar papagaio,
antes que os “gênios” da guerra
tirem dos tubos de ensaio
um monstro que arrase a Terra!
A. A. de Assis – PR

A lágrima bem sentida,
brotando no coração,
vem florescer na pupila
e denunciar a emoção.
Adélia Woellner – PR

Vou cumprir o desagravo
de um amor intransigente!
Deixo de ser seu escravo
e quebro minha corrente!
Alberto Paco – PR

Navego em noite estrelada,
 sulcando as ondas, sem vê-las;
 meu corpo está na jangada,
 minha alma está nas estrelas!
Almira Guaracy Rebelo – MG

Já fiz a peneira cheia
fazer pó no cafezal.
Hoje faço cara feia
pra carpir o meu quintal...
André Ricardo – PR

Fui sensato, fui prudente,
arrependo-me hoje em dia.
O amor exige da gente
ter-se um pouco de ousadia.
Antonio Carlos Rodrigues – RJ

Xícaras postas na mesa
e o café sobre o fogão...
Só não aguento a incerteza
se você virá ou não.
Antonio Seixas – RJ

Primavera, tudo é lindo,
porém alguns não a veem.
O inverno parece infindo
na vida dos que não creem.
Arlene Lima – PR

Do que vale o meu canteiro
de bom trigo, de primeira,
se joio dá mais dinheiro
na “cultura” brasileira?!
Ari Santos de Campos – SC

Cada um para o seu lado...
ninguém entende ninguém...
Quando o respeito é quebrado,
o amor se quebra também!
Carolina Ramos – SP

Eu trago no pensamento
tantas angústias e apelos,
e sinto inveja do vento
quando roça os teus cabelos.
Clênio Borges – RS

Quanto mais a idade avança,
no longo tempo a correr,
eu tenho mais esperança
e mais prazer em viver...
Cônego Telles – PR

Na esperança, no incentivo,
viva feliz nosso povo.
Que todos tenham motivo
para crer num mundo novo!
Dari Pereira – PR

Olhei a foto atrevida
de uma cena de nós dois:
Era o retrato da vida,
tão diferente depois!
Delcy Canalles – RS

Sofrem tantos na agonia
do delírio, dito "amor";
isso tudo acaba um dia:
faz  frio após o calor...
Diamantino Ferreira – RJ

Na esperança verde e bela
há o otimismo de luz.
Se a porta fecha, a janela
se abre em par e o sol reluz!
Dinair Leite – PR

A mamãe cura o dodói,
afaga, põe atadura,
e o rosto de seu herói
se lambuza de ternura!
Domitilla Borges Beltrame – SP

Do que agitou nossas almas
restam sonhos calcinados,
cingindo as crateras calmas
de dois vulcões apagados.
Dorothy Jansson Moretti – SP

Cada qual com seu quinhão
de tristeza ou de alegria;
bem viver é aceitação
da jornada, a cada dia.
Eliana Jimenez – SC

O verde em brasa estalando;
uivos doridos da mata:
gritos horrendos compondo
uma fúnebre sonata!
Eliana Palma – PR

Orgulho bobo... vaidade,
caprichos do amor sobejo...
Eu, morrendo de saudade,
fingir que nem te desejo!
Elisabeth Souza Cruz – RJ

Minha alma tão pequena
perto de um mar tão profundo
torna-se grande e serena
para as ressacas do mundo.
Fátima Panisset – RJ

Rei dos astros, lá no espaço,
o sol ocupa seu trono;
abre o tempo, joga o laço,
mostra que o dia tem dono.
Flávio Stefani – RS

Tarde sem luz!... E eu, tristonho,
vejo sem graça o sol posto!...
Finjo um sorriso e me ponho
a pôr mais luz no meu rosto!
Francisco Garcia – RN

No coração de quem ama
transborda felicidade,
mas, quem perdeu essa chama
vive a chorar de saudade.
Gasparini Filho – SP

Nunca mais fiquei sozinha,
pois na Internet eu namoro,
e hoje a solidão que eu tinha
não mora mais onde eu moro!
Gislaine Canales – RS

Chamar os velhos de insanos,
seria uma insanidade.
Há moços, quase aos cem anos...
e velhos, na flor da idade!
Jaime Pina da Silveira – SP

Não importa a circunstância,
cuidado ao dar o teu passo.
É muito curta a distância
entre sucesso e fracasso!
JB Xavier – SP

Enorme sabedoria
vem nesta simples lição:
doar afeto e alegria,
pra burlar a solidão.
Jeanette De Cnop – PR

Ah, relógio, meu amigo,
teus ponteiros, como correm!
O tempo voa contigo
e com ele os sonhos morrem...
Jessé Nascimento – RJ

Em meu delírio, cansado
de tanto em vão te esperar,
a saudade canta um fado
e faz minha alma chorar.
João Costa – RJ


Tatuei no peito a imagem
da mulher que eu tanto quis.
Foi um erro: a tatuagem
hoje em dia é cicatriz...
Joaquim Carlos – RJ

Feliz quem desde menino,
pela boa educação,
do trabalho faz um hino
e da vida uma canção!
Jorge Fregadolli – PR

No teu corpo perfumado,
no brilho do teu olhar,
há sempre um sonho encantado,
o sonho do eterno amar!
José Feldman – PR

Mistério enorme e profundo,
que transpõe a crença e o mito,
é o equilíbrio do mundo
na balança do infinito.
José Lucas de Barros – RN

A trova, quando termina
em perfeita construção,
é uma casa pequenina,
com requintes de mansão!
José Messias Braz – MG

Meu filho, que Deus te ajude
e a tua fé te incentive
a plantar o que eu não pude
e a colher o que não tive!
José Ouverney – SP

Meu desejo percorreu
teu corpo como compasso,
circulando o que é tão meu,
na geometria do abraço.
Lisete Johnson – RS

Segue o tempo, inexorável,
a me afastar de você...
E o destino, inexplicável,
faz de conta que não vê.
Lucília Decarli – PR

No teatro, hoje em ruínas,
tantos sonhos eu plantei,
que as lembranças peregrinas
nem percebem que parei...
Luiz Antonio Cardoso – SP

Nesse exílio que me imponho,
não senti que era miragem
e dos pedaços de sonho
eu recompus tua imagem.
Luiz Carlos Abritta – MG

No olhar, motivo de brilho:
– Tens ofício realizado;
esculpiste em cada filho
moldes de amor, teu legado!
Mª da Conceição Fagundes – PR

Por mais íngreme o caminho,
vá você por onde for,
não há trajeto mesquinho
se o que o motiva é o amor.
Mª Helena Costa – PR

Amor, justiça e bom senso,
caminhando de mãos dadas,
mostram num caminho imenso
as verdades reveladas.
Mª Luíza Walendowsky – SC

Temendo teu abandono,
meu coração – velho avaro –
soma horas mortas de sono
a madrugadas em claro!...
Mª Madalena Ferreira – RJ

A vida é estranha aquarela
que, conforme a sorte pinta,
dá luz e beleza à tela
ou somente espalha a tinta ...
Maria Nascimento – RJ

Se de novo o amor palpita,
o velho se faz criança...
E como a vida é bonita
no retorno da esperança!
Ma. Thereza Cavalheiro – SP

Quem tem os olhos noturnos,
as sombras todas conhece;
perscruta mundos soturnos,
mesmo em dias de quermesse.
Mário Zamataro – PR

Que se rompam os grilhões
do ódio e do preconceito;
vamos forjar, aos milhões,
elos de amor e respeito.
Maurício Friedrich – PR

Se tens uma solidez
e vives sem artimanha,
no temor de Deus prevês
a força que te acompanha.
Mifori – SP

Insanidade, eu suponho,
é deixar de ser feliz,
ao abrir mão do seu sonho
como, insano, um dia eu fiz.
Nélio Bessant –SP

Viajei pelo mundo inteiro
e nunca mais pude achar
o que no instante primeiro
encontrei em seu olhar!
Olga Agulhon – PR

Quem cultiva uma amizade
dentro do seu coração
pode morrer de saudade,
mas nunca de solidão.
Olympio Coutinho – MG

Tudo o que o homem produz
soma cultura ao saber
e enriquece com mais luz
o seu modo de viver.
Renato Alves – RJ

A linda canção de amor
que existe em meu coração
para Deus, em seu louvor,
sobe aos céus em oração!
Roza de Oliveira – PR

Com seu porte de elegância
e esmerada equilibrista,
a garça exibe arrogância
na tela do grande artista.
Ruth Farah – RJ

Sou triste e a noite é meu canto,
ó meu Deus, Tu que me sondas,
por qual motivo este pranto
encobre o riso das ondas?
Sarah Rodrigues – PA

Receio o destino incerto
de perder-me em teus encantos
e tornar-me um livro aberto,
esquecido... pelos cantos.
Sérgio Ferreira da Silva – SP

Pela seca esmorecido,
abandono o meu rincão.
No meu rosto entristecido
há mais água que no chão.
Vanda Alves – PR

Sob o feitiço do mar,
o poeta assim diria:
É propício pra sonhar,
mas sem você... que ironia!
Vânia Ennes – PR

A poesia se completa
quando o luar do sertão
empresta luz ao poeta...
e nasce nova canção.
Wandira Fagundes Queiroz – PR

===========================
Visite:

http://universosdeversos.blogspot.com 
(receba o Chuva de Versos em seu email, diariamente)

http://www.falandodetrova.com.br/

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to