Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

sexta-feira, 28 de março de 2014

A. A. de Assis (Revista Virtual de Trovas Trovia n. 172 – abril de 2014)


 


 
Da minha vida, a metade,
levaste, sem compaixão.
Ficou-me o resto – a saudade
num resto de coração.
AUGUSTA CAMPOS

Neste mundo desumano,
em que brinquei de sonhar,
fui simples bola de pano
para o destino chutar!. . .
CÉLIO GRÜNEWALD

Põe o melhor dos sapatos,
se vais dar um passo em falso.
– O mundo apenas condena
quem deu tal passo descalço...
EDSON MACEDO

Miséria de pão maltrata...
Mas quanta gente, Senhor,
sabeis que morre ou se mata
quando há miséria de amor!
LILINHA FERNANDES

De tudo quanto maltrata,
mais cruel não pode haver
do que amar e ser amado
sem que se possa dizer...
LINDOURO GOMES

Meu velho criado-mudo,
minha discreta almofada,
vocês, que sabem de tudo,
por favor, não contem nada.
LUCY SOTHER ROCHA


 
Nunca fui águia altaneira,
como nunca fui condor:
– remédios à cabeceira,
somente um velho... com dor.
DIAMANTINO FERREIRA – RJ

Porque os sapos afugenta
com chilique e confusão,
no brejo o que se comenta
é que a sapa é sapa... tão!
EDMAR JAPIASSÚ MAIA – RJ

Na pescaria, de fato,
notei teu jeito chinfrim,
mas o olhar era de gato:
um no peixe e outro em mim...
FLÁVIO STEFANI – RS

Sai do bar – e já sem prumo –
tropeçando, cuca em brasa,
pergunta, todo sem-rumo:
– “Onde mora a minha casa?”
HÉRON PATRÍCIO – SP

A grila, às vezes, se toca
dando voltinhas... e aquilo,
com certeza, é que coloca
"grilos" na cuca do grilo!
MARIA NASCIMENTO – RJ

“Tem quantas partes o crânio?”,
pergunta a mestra à piazada.
Responde unzinho, instantâneo:
“Depende da cacetada!”
OSVALDO REIS – PR

Passa o efeito do remédio
e o velho, sem jeito, avisa:
– Demorou demais o assédio
e o “furacão” virou "brisa"!
THEREZINHA DIEGUEZ  BRISOLLA – SP



Grande mesmo é quem descobre
que ser grande é ser alguém
que abre espaço para o pobre
tornar-se grande também.
A. A. DE ASSIS – PR
 

São Paulo tem tanta rua
bem difícil de encontrar,
mas sempre descubro a tua,
onde iremos nos amar!
ALBERTO PACO – PR

Não irá jamais embora
quem deixou tanta amizade;
a despedida de agora
é presença na saudade.
ALMIR PINTO DE AZEVEDO – RJ
 

Eu quero ser o seu vinho,
o cálice que inebria;
ser seu parceiro no ninho,
ser madrugada, seu dia!
ANTONIO M. A. SARDENBERG – RJ

Faço versos com carinho
– mas a musa intrometida
quer mexer, e faz beicinho,
na minha Trova da Vida!...
ARI SANTOS DE CAMPOS – SC

Longe, perdidos na bruma,
vão meus sonhos a vagar...
Sem dó, no rastro da espuma,
lancei-os todos ao mar!
AMARYLLIS SCHLOENBACH – SP

Te quiero siempre a mi lado
te quiero con el rocío,
te quiero porque me has dado
cobijo para mi frío...
ANGELA DESIRÉE – VENEZUELA

Sussurrando com ternura,
prova a fonte, sem revolta,
como é possível ser pura,
mesmo tendo lama em volta!
CAROLINA RAMOS – SP

Meu amor, vamos fazer
uma aposta gostosinha?
Tu me ganhas se eu perder,
se eu ganhar tu serás minha...
CLÊNIO BORGES – RS
 

O domingo é do Senhor,
dia pascal do cristão.
Vamos ao altar do Amor
enriquecer-nos do irmão.
CÔNEGO TELLES – PR

Quien no sabe respetar
nunca será respetado.
Respeto es poder lograr
el ser, por el mundo honrado.
CRISTINA OLIVERA CHÁVEZ – EUA

No silêncio do meu grito
ouço a voz da solidão...
Nos meus versos deixo escrito
como está meu coração.
DÁGUIMA VERÔNICA – MG
 

O estilingue... a mira... o ataque...
o despencar no vazio...
o peito sangrando... o baque...
e o som pungente de um pio...
DARLY O. BARROS – SP

Que tenhas muita ventura
no  universo do teu lar,
que só o amor e a ternura
possam  contigo,  ficar!
DELCY CANALLES – RS

O que tem de mais bonito
na vida de um sonhador,
é poder ver o infinito
da beleza interior.
DJALMA DA MOTA – RN

Foste embora e, na saudade,
a ofensa se fez lição:
descobri que o amor-verdade
se alicerça no perdão!
DOMITILLA BORGES BELTRAME – SP

Foto, lembrança embaçada
que invade o meu coração,
minha infância perpetuada
num pedaço de cartão.
DOROTHY JANSSON MORETTI – SP

Nossos silêncios serenos
não nos constrangem jamais:
quando lábios falam menos,
olhos dizem muito mais...
ÉLBEA PRISCILA – SP

O pedestal de granito,
que me tolhe o movimento,
eu reesculpo no grito
e um novo destino invento.
ELIANA JIMENEZ – SC

Votar, mais que obrigação,
é dever de todos nós.
Eu decido, com razão,
a quem darei vez e voz!
ELIANA PALMA – PR

A mulher trai por amor,
o homem por conveniência...
Cada qual, sendo um traidor,
trai a própria consciência.
EUCLIMAR BARRETO PORTO – RJ

A dor que se intensifica
e amedronta os dias meus
é pensar na dor que fica
depois da palavra adeus!
FRANCISCO GARCIA – RN

O mar é o mais doce amante,
pois não cansa de beijar,
num lirismo alucinante,
toda praia que encontrar!
GISLAINE CANALES – RS

Procurei no seu olhar,
encontrei nele uma ponte,
para seus lábios beijar
e o amor jorrar da fonte.
HULDA RAMOS – PR

O bilro, velho instrumento,
que entrelaçou tantas rendas,
tece, agora, num momento,
as rimas de minhas lendas.
IEDA LIMA – RN

Não choro o tempo perdido
num caminho mal traçado;
o que já foi percorrido,
bem ou mal foi caminhado...
ISTELA MARINA – PR

Se o coração de quem ama
fosse capaz de compor,
o eletrocardiograma
seria um hino de amor!
JAIME PINA DA SILVEIRA – SP

Luzes! Músicas! E a mesa
como nunca alguém sonhou!
Mas havia uma tristeza
que eu não sei por onde entrou…
JANSKE SCHLENKER – PR
 

A mais formosa das flores
não emite um só queixume
e mesmo por entre dores
não se extingue o seu perfume
J.B. XAVIER – SP

Sentimento de ternura
se intromete na lembrança
dos sorrisos de ventura
dos meus tempos de criança.
JEANETTE DE CNOP – PR
 

Tão longe busquei o amor,
por que fui tão longe assim?
Tanta busca, tanta dor,
e estavas perto de mim...
JESSÉ NASCIMENTO – RJ
 

Cessa a chuva... e por instantes
o arco-íris, lá em cima,
ilumina os habitantes
e o poeta encontra a rima.
JORGE FREGADOLLI – PR

Cultivemos o jardim
do amor, com perseverança,
para que seja o estopim
de um futuro de esperança.
JOSÉ FELDMAN – PR
 

Eu fico muito contente
se alguém, com desembaraço,
ao ler os meus versos, sente
o que eu sinto quando os faço.
JOSÉ LUCAS DE BARROS – RN

Quebrado e quase a ruir,
o coqueiro sobre o mar
parece quem vai partir,
com vontade de ficar!
JOSÉ MESSIAS BRAZ – MG
 

Enquanto os corpos fugiam
e as mãos nem eram tocadas,
nossas almas já dormiam
há muito tempo abraçadas!
JOSÉ OUVERNEY – SP

Cante a paz, o amor fecundo,
torne a vida mais risonha
e sem mágoas, porque o mundo
não perdoa a quem não sonha!
JOSÉ VALDEZ – SP

Levo pela vida afora
este dilema sem fim:
o "sim" que eu neguei outrora
fez mal ou bem para mim?!...
LUCÍLIA DECARLI – PR

Nem o sofista profundo
esta verdade falseia:
quem se julga rei do mundo
é um pequeno grão de areia!
LUIZ CARLOS ABRITTA – MG

Suba até Vós meu clamor,
protegei-nos da maldade,
eu vo-lo peço, Senhor,
em nome da humanidade!
LUIZ DAMO – RS

Tem seu momento assinado,
desde o ventre, o filho arteiro:
um gol à vida marcado,
naquele chute primeiro!
MARIA DA CONCEIÇÃO FAGUNDES – PR
 

Buscar caminhos amenos,
inovar o dia a dia,
errar menos...sempre menos...
também é sabedoria.
MARIA DA GRAÇA DE ARAÚJO – PR
 

No plano da minha vida,
repleto de paz e luz,
em Deus encontro a saída,
caminho que me conduz!
MARIA LUIZA WALENDOWSKY – SC
 

Olho a praça abandonada
e me ponho a imaginar
uma saudade sentada
sem ter com quem conversar!
MARIA MADALENA FERREIRA – RJ

Ante os pobres, ter piedade,
ter doçura e compaixão,
é provar a suavidade
que brota do coração.
MARINA VALENTE – SP

É  pura  e  doce  poesia
caminhar  à beira-mar,
envolvida em fantasia,
sem ver o tempo passar.
MARTA CAMPISTA CODEÇO – RJ

Vais partir e as minhas queixas,
ao te perder por inteiro,
são as esperas que deixas
dormindo em meu travesseiro...
MARTHA M. PAES DE BARROS – SP
 

As marcas do teu batom
deixadas no meu cristal,
têm sabor e têm o tom
de um grande amor, no final...
MAURÍCIO FRIEDRICH – PR

O astronauta que flutua
muito tem a lamentar:
quanto mais perto da lua
mais distante do luar.
NEI GARCEZ – PR

Sonhos são fios de seda
entrelaçando os espinhos
que encontro pela vereda
em busca dos teus carinhos...
NILTON MANOEL – SP
 

Se nada é assim tão lindo
do jeito  que foi sonhado,
que tudo seja bem-vindo...
e, vindo, que seja amado.
OLGA AGULHON – PR

Em meu retorno ao passado,
fantasias, ilusão,
ainda corro a teu lado,
nas ondas do coração...
OLGA MARIA FERREIRA – RS
 

Amor cigano, utopia,
triste  busca por alguém;
quem tem um amor por dia
não tem o amor de ninguém.
OLYMPIO COUTINHO – MG
 

Pra que serve a trova enfim?
– É singular terapia,
que não me permite, a mim,
cair na melancolia.
RAYMUNDO SALLES BRASIL – BA

O mestre faz da alma um templo
para ouvir nossa oração,
e nos mostra que é o exemplo
que ensina qualquer lição.
RENATO ALVES – RJ
 

Cansada, sem me deter,
venho de longe, mas venho.
Bem melhor que interromper
é ter a idade que eu tenho.
RITA MOURÃO – SP

A vida é mesmo um sabão:
muito zelo ao caminhar...
Um simples escorregão
pode a tua vida anular.
ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE – RJ

A semente pequenina,
sob a terra, protegida,
é a assinatura divina
no grande livro da vida!
SELMA PATTI SPINELLI – SP

Na calada desta noite
míseras vozes ouvi...
Soaram como um açoite
no conforto do organdi.
SINCLAIR POZZA CASEMIRO – PR
 

Entre as pedras do caminho,
deixei um sonho disperso,
que morreu longe, sozinho,
nas rimas tristes de um verso!
SÔNIA SOBREIRA – RJ

Sou navegante do rio
que tem por fonte a paixão
e deságua, sem desvio,
na foz do teu coração!
WANDA DE PAULA MOURTHÉ – MG
 

Causador da minha insônia,
motivo do meu sorriso,
sem nenhuma cerimônia
me transporta ao paraíso!
VÂNIA ENNES – PR
 

Honestidade é a conduta
de quem escolhe na vida
a liberdade, absoluta,
de andar de cabeça erguida.
WANDIRA FAGUNDES QUEIROZ – PR
====================================

Visite:

http://poesiaemtrovas.blogspot.com.br
http://aadeassis.blogspot.com
http://universosdeversos.blogspot.com

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to