Singrando Horizontes

Vive muito mais feliz
quem bebe as águas das fontes,
e, também, minh´alma diz,
quem vai Singrando Horizontes !
(Ialmar Pio Schneider - Porto Alegre/RS)

Vai, Singrando Horizontes,
O infinito é a ambição
rumo aos mais distantes montes,
rumo à imaginação!
(Sinclair Pozza Casemiro - Campo Mourão/PR)

Você é a Gralha Poeta
que leva nossa poesia
ao mundo, em que o grande esteta
criou com tanta harmonia!
(Nei Garcez – Curitiba/PR)
Nas artes e na literatura, vão surgindo as classificações didáticas, as separações por faixas etárias, estilos, temáticas etc. Ha professores e alunos no Brasil, que aprendem só isso da produção artística. Decoram nomes, escolas e datas, mas não se embrenham nos livros, preferem o futebol ou o vídeo-game. A Literatura de boa qualidade nos empolga, lemos sem poder largar o livro, as páginas suscitam nossa emoção, respondem ou provocam perguntas.

Sem a Literatura acumulada nos séculos, o ser humano estaria muito mais próximo da animalidade que ainda o caracteriza nas páginas policiais. Em minhas oficinas ninguém gasta muito tempo com aquela americana lista de soft, hard etc. etc. Falamos em cenas que não saem da memória, em emoções que derramam lágrimas, falamos em idéias e como expressa-las com eficiência. Quem entra em um Museu não fica procurando renascentistas, impressionistas, dadaistas, cubistas ou abstracionistas. O espectador inteligente não procura escolas ou datas, procura obras primas. Nossa ambição deve ser a obra-prima.

(André Carneiro)


Fonte da Imagem da Pomba = http://www.senado.gov.br/portaldoservidor/jornal/jornal121/qualidade_vida_paz.aspx

terça-feira, 7 de junho de 2016

Concurso de Trovas Orlando Woczikosky (Resultado Final)

Comemoração ao Cinquentenário de fundação da UBT-Curitiba

Festividades acontecerão nos dias 14 e 15 de setembro vindouro, cuja programação será divulgada nos próximos dias.

Tema: Plantio

Categoria: Veterano

1º Lugar: 
Manoel Cavalcante 
(Pau dos Ferros - RN)
Quão triste é ver na paisagem
a esperança do plantio
morrer impressa na imagem
da lama seca de um rio...

2º Lugar: 
Luiz Damo 
(Caxias do Sul - RS)
Vitrine, fonte de encanto,
de traje em exposição,
pouco faz lembrar, no entanto,
o plantio do algodão.

3º Lugar: 
Dodora Galinari 
(Belo Horizonte - MG)
Mesmo pisando em espinhos
por travessias penosas,
em todos os meus caminhos
farei plantio de rosas!

4º Lugar: 
Carolina Ramos 
(Santos - SP)
Planta, com garra e ternura,
esse chão ao teu redor,
mesmo a terra seca e dura
se abranda com teu suor!

5º Lugar: 
Maria Luíza Walendowsky 
(Brusque - SC)
Desde o plantio a semente
cumpre um destino fecundo:
o combate permanente 
à fome que ameaça o mundo.

6º Lugar: 
Edmar Japiassú Maia 
(Nova Friburgo - RJ)
Semeia o bem no vazio
de um coração, que ele aceita...
E se é de amor o plantio,
será de amor a colheita!

7º Lugar:
Dulcídio de Barros Moreira Sobrinho 
(Juiz de Fora - MG)
Quando a seca em solo ardido
toda a plantação alcança,
o que não fica perdido
é o plantio da esperança.

8º Lugar: 
Jaime Pina da Silveira 
(São Paulo - SP)
Só saciar-lhe a fome, é vão.
Ensina o plantio, amigo.
Quem tem fácil, sempre, o pão,
nunca vai plantar o trigo!
9º Lugar: 
Carolina Ramos 
(Santos - SP)
No solo certo e fecundo,
Senhor, que eu saiba plantar
as sementes que, no mundo,
só frutos bons possam dar!!!

10º Lugar: 
Jaime Pina da Silveira 
(São Paulo - SP)
Era um terreno vazio...
estéril...seco...Entretanto,
a enxada... o suor e o plantio,
devolvem verde o que planto.

11 º Lugar: 
Antonio de Oliveira 
(Rio Claro - SP)
Comete um grave desvio
a sociedade que aceita
ver o suor do plantio
não se fartar da colheita!

12º Lugar: 
Gilvan Carneiro da Silva 
(São Gonçalo - RJ)
Regue o plantio que eu ponho
certeza no que plantamos,
porque a semente de um sonho
nunca morre se a regamos!

Tema: Plantio
Categoria: NOVO TROVADOR

1° lugar: 
Aparecida Gianello 
(Martinópolis - SP)
É quando amoleço o peito,
que Ele chega com a semente...
Deus tem lá seu próprio jeito
de plantar o amor na gente.

2° lugar: 
Tarcísio José Fernandes Lopes 
(Brasília- DF)
Meu pai deu-me um desafio
ao me dar a educação:
repassá-la no "plantio"
da terceira geração.

3° lugar: 
Maria do Carmo M. Zerbinato 
(Niterói - RJ)
Terra fértil, terra santa
é a que enfrenta o desafio
de salvar aquela planta
que atrofiou no plantio!

4° lugar: 
Valter Rodrigues Mota 
(Taubaté - SP)
No campo quando amanhece,
camponês faz o plantio.
E de noite ele agradece
Por mais esse desafio.

RESULTADO ÂMBITO ESTADUAL -

Tema: Colheita
Categoria: Veterano

1º Lugar: 
Maria Helena Oliveira Costa 
(Ponta Grossa)
Terra infértil, ressecada,
teu peito negou-me - eu sei -
toda a colheita sonhada
dos grãos de amor que plantei!

2º Lugar: 
Lilia Maria Machado Souza 
(Curitiba)
Ao findar a madrugada,
toda a serra se extasia,
e o vermelho da alvorada
nas mãos colhe um novo dia!

3º Lugar: 
Janske Niemann Schlenker 
(Curitiba)
Na vida, as coisas têm preço
e da colheita, hoje sei:
eu ganho mais que mereço,
colho mais do que plantei.

4º Lugar: 
Sônia Maria Ditzel Martelo 
(Ponta Grossa)
Quando a colheita se faz
de uma maneira bem feita
o mundo cintila em paz
e a vida fica perfeita!...

5º Lugar: 
Mário Zamataro 
(Curitiba)
Já não tenho o que falar, 
já não choro, já não rio, 
já não tenho o seu olhar... 
Colho a saudade e o vazio.

6º Lugar: 
Lucília Alzira Trindade Decarli 
(Bandeirantes)
Quem se ocupa do plantio
e zela pela colheita,
não tem celeiro vazio
e nem mente insatisfeita...

7º Lugar: 
Maria Aparecida Pires 
(Curitiba) 
Tenho a colheita no colo,
mas meu olhar não se cansa
de ver plantado no solo
o punhado da esperança!

8º Lugar: 
Sônia Maria Ditzel Martelo 
(Ponta Grossa)
Ó Senhor, quanta emoção,
plantar, zelar e colher,
de um só pequenino grão
vejo a vida renascer!...

9º Lugar: 
Antonio Augusto de Assis 
(Maringá)
Semeia na mocidade
o bem que fores capaz.
Terás na terceira idade
farta colheita de paz.

10 º Lugar: 
Maurício Fernandes Leonardo 
(Ibiporã)
A boa colheita é fruto,
de tempo e dedicação,
que o agricultor resoluto
dispensou à plantação!

11 º Lugar: 
Maria Helena Oliveira Costa 
(Ponta Grossa)
Driblando todo o desgaste,
nós tentamos outra vez.
Semeei. Tu semeaste,
e a colheita então se fez!

12º Lugar: 
Dari Pereira 
(Maringá)
Quem planta com muita fé
semente boa e perfeita,
mantém o Brasil de pé,
por desfrutar da colheita...

13º Lugar: 
José Feldman 
(Arapongas)
Para uma vida perfeita,
devemos ter sempre em mente, 
que toda e qualquer colheita,
deve-se à boa semente.

14 º Lugar: 
Maria Aparecida Pires 
(Curitiba)
Quando a colheita abundante
ganha valor no mercado,
todo trabalho constante
vê o suor recompensado!

Tema: Colheita
Categoria: Novo Trovador

1º Lugar: 
Nilsa Alves de Melo 
(Maringá)
Contemple os campos dourados
que ao bom lavrador deleita:
ontem, bons grãos semeados;
hoje, o prazer da colheita.

2º Lugar: 
Madalena Ferrante Pizzatto 
(Curitiba)
Enxada e foice nas mãos,
com persistência e firmeza,
o agricultor planta os grãos;
mas colher, é uma incerteza.

3º Lugar: 
Wellesley Nascimento 
(Curitiba)
No papel a pena planta,
uma trova tão perfeita...
Seduzindo quem a canta,
pelo encanto da colheita!

4º Lugar: 
Paulo Roberto Walbach Prestes 
(Curitiba)
Enxada e foice na mão,
a família vai unida:
chuva e sol e pé no chão
para a colheita da vida!

5º Lugar: 
Karla Cristiane Bitencourt 
(Curitiba)
Quem planta em solo profundo,
as sementes do perdão,
tem nos braços deste mundo
a colheita da união.

6º Lugar: 
Nilsa Alves de Melo 
(Maringá)
Plante a semente do bem,
da caridade perfeita,
que com o tempo, aqui e além,
surgirá farta colheita.

7º Lugar: 
Lucrécia Welter 
(Toledo)
No calendário das flores
A colheita é permanente
A chama dos seus amores
Aquece o peito da gente

8º Lugar: 
Paulo Roberto Walbach Prestes 
(Curitiba) 
De sol a sol, o seu João
- para alimentar os seus -
da colheita, espera o pão
e no mais, graças a Deus!

9º Lugar: 
Paulo Roberto Moreira Gomes 
(Curitiba)
A colheita quando grande
faz brilhar os olhos meus,
pois assim também se expande
sob as bênçãos do meu Deus.

10º Lugar: 
Paulo Roberto Moreira Gomes 
(Curitiba)
Quem na cama muito deita
deixa o seu tempo passar.
Minguada será a colheita
de quem não soube plantar.

11º Lugar: 
Madalena Ferrante Pizzatto 
(Curitiba)
O caboclo de mão grossa,
com seu penoso labor,
planta com fé sua roça,
colhe o fruto com sabor.

12º Lugar: 
José Arildo Vieira 
(Curitiba)
Das sementes que plantou,
você terá o resultado,
quando a terra que lavrou, 
for plantada com cuidado!

13º Lugar: 
Lila Tecla 
(Curitiba)
Olhei para o chão, perplexo,
a semente que nascia
desabrochando em reflexo
daquilo que eu fiz um dia.

14º Lugar: 
Osires Haddad 
(Curitiba)
Quem se doa em gentilezas
encaminha seu destino:
na colheita vêm grandezas,
mesmo sendo pequenino.

Âmbito Estudantil 
Tema: Semente

1º Lugar: 
Miriam Cristina de Jesus Gouveia 
(10 anos) 
Quando voa o passarinho
lança a semente no chão
que cresce bem de mansinho
enchendo a terra de grão.
Projeto Social Dorcas - Escola Municipal Mirta Naves Prosdócimo - 5º ano

2º Lugar: 
Elias dos Santos de Araújo 
(11 anos) 
O agricultor vai plantar 
uma semente de trigo,
no dia que ela brotar
vai alimentar o amigo.
Projeto Social Dorcas - Escola Mirta Naves Prosdócimo - 5º ano

3º Lugar: 
Tainara Cristina de Oliveira da Cruz 
(13 anos) 
Plantei no meu coração 
uma semente do bem
e nascerá a gratidão,
vou colhendo o amor também.
Projeto Social Dorcas- Escola Estadual Prof. Rosa Frederico Johnson - 8º ano

4º Lugar: 
Miriam Cristina de Jesus Gouveia 
(10 anos) 
Da semente nascem flores 
a rosa, o cravo e o jasmim.
Se juntam em muitas cores 
para enfeitar meu jardim.
Projeto Social Dorcas - Escola Municipal Mirta Naves Prosdócimo - 5º ano

5º Lugar: 
Eduarda Sara Rocha Schwonka 
(12 anos) 
Uma semente no chão,
com água, luz e cuidado,
um pé de arroz ou feijão,
assim crescerá no prado.
Projeto Social Dorcas - Escola Tancredo Neves - 6º ano

6º Lugar: 
Ana Caroline Moreira de Oliveira 
(12 anos) 
Vou no Dorcas aprendendo 
sobre a semente do amor.
Dia a dia vou crescendo
formando um jardim com flor.
Projeto Social Dorcas - Colégio Tancredo Neves. - 7º ano

7º Lugar: 
Kauany Maiara Schroh Silva 
(11 anos) 
Da semente nasce a planta 
desta planta surge a flor.
E sempre uma flor encanta
e de uma flor nasce o amor…
Projeto Social Dorcas - Colégio Estadual Tancredo Neves - 6º ano

8º Lugar: 
Kauê Felipe Bento 
(8 anos) 
A semente cai na terra,
espalha e cresce no chão,
floresce por toda a serra
pra depois colher o grão.
Projeto Social Dorcas - Escola Municipal Mirta Naves Prosdócimo - 4º ano

9º Lugar: 
Thainá Archanjo Ribeiro 
(8 anos) 
Da semente nasce a planta,
com muito amor e cuidado 
cresce no jardim e encanta,
bonita por todo o lado
Projeto Social Dorcas - Escola Municipal Mirta Naves Prosdócimo - 4º ano

10º Lugar: 
Tainara Cristina de Oliveira da Cruz 
(13 anos) 
Da semente nascem flores: 
as rosas e as margaridas, 
com tantos tipos e cores 
crescem lindas e floridas. 
Projeto Social Dorcas - Escola Estadual Prof. Rosa Frederico Johnson - 8º ano

11º Lugar: 
Emanuelle Rodrigues da Silva 
(13 anos) 
Plantei semente amarela
logo nasceu com amor,
e cresceu bem alta e bela…
- É um Girassol esta flor.
Projeto Social Dorcas - Escola Tancredo Neves - 8º ano

12º Lugar: 
Nicole Cristina Camargo do Pilar 
(12 anos) 
Sei que existe uma semente,
está no meu coração, 
pode ser amor ardente
crescendo com emoção.
Projeto Social Dorcas - Colégio Estadual Tancredo Neves - 7º ano

13º Lugar: 
Kauã Machado da Costa 
(9 anos) 
A semente tão contente
No ar ela vai a brilhar.
Ela é tão independente
Que sozinha vai plantar
Escola Municipal Elevir Dionísio - 5º Ano

14º Lugar: 
Beatriz Mendes 
(12 anos) 
A semente brotará
e com amor vai crescer
todo o mundo gostará
do seu belo florescer. 
Projeto Social Dorcas - Colégio Tancredo Neves - 6º ano

Nenhum comentário:

Autor Anônimo (Oração do Cão Abandonado)

DEUS
Sei que sou um ser criado por ti, para ser amado
pelos homens mas nasci sem a sorte de alguns de minha espécie.

Hoje meu dono levou-me a um passeio de carro.
Chegamos em uma praça, ele tirou minha coleira,
me fez descer do carro, e virando-me as costas,
foi embora e nem se despediu.

Tentei segui-lo mas o carro corria muito e não pude alcançá-lo.
Caí exausto no asfalto. Ainda não entendi. Por que ele me abandonou?

Eu sempre o recebi abanando o rabo, fazia festa e lambia seus pés.
Sempre lati forte, para defendê-lo e afastar os estranhos da porta.

Eu brincava com as crianças... ah! elas me adoravam.
Que saudades. Será que elas ainda se lembram de mim?

Deus, eu fico imaginando como seria bom se eu pudesse
comer agora. Puxa, estou faminto.

Não tenho água para beber, e estou tão cansado.

Procuro um cantinho onde possa me abrigar da chuva,
mas muitas vezes sou chutado.
As pessoas não gostam muito de mim aqui nas ruas.

Estou fraco, não consigo andar muito,
mas encontrei enfim um lugar para passar essa noite.

Está muito frio e o chão está molhado.
Já não tenho pêlo para me aquecer, estou doente,
e creio que ainda hoje vou me encontrar contigo.
Aí no céu meu sofrimento vai terminar.

Peço-vos então, pelos outros, por todos os cãezinhos e animais
abandonados nas ruas, nos parques, nas praças.

Mande-lhes pessoas que deles tenham compaixão,
pois sozinhos, viverão poucos meses, serão atropelados,
sofrerão maltratos dos impiedosos. Proteja-os.

Amenize-lhes esse frio, com o calor das pessoas abençoadas.

Diminua-lhes a fome, tal qual a que sinto, com o alimento do amor que me foi negado.

Sacie-lhes a sede com a água pura dos Seus ensinamentos.

Elimine a dor das doenças, dos maltratados, estirpando a
ignorância do homem.

Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos
apregoados como religiosos, científicos, tirando das mãos
humanas a sede pelo sangue.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados,
pois, dentre todos os sofrimentos, esse foi o maior e mais
duro de suportar.

Receba, DEUS, nesta noite gelada, a minha alma, e
minha oração pelos que aqui ficam. É por eles que vos peço,
pois não são humanos, mas são Seus filhos, e são leais e inocentes, e foram criados por Suas mãos e merecem o Seu abrigo.

Amém.

Enviar a pagina em pdf por e-mail

Send articles as PDF to